Literatura

Cantigas, apelos, pregões e risadas no mercado de peixe, na poesia de Ribeiro Couto

Cantigas, apelos, pregões e risadas no mercado de peixe, na poesia de Ribeiro Couto

O magistrado, diplomata, jornalista, romancista, contista e poeta paulista Rui Ribeiro de Almeida Couto (1898-1963), no poema “Cais Matutino”, relembra uma noite de chuva nas docas do mundo. CAIS MATUTINO Ribeiro Couto Mercado de peixe, mercado de aurora: Cantigas, apelos, pregões e risadas À proa dos barcos que chegam de fora. Cordames e redes dormindo […]

LITERATURA – A NOITE DISSOLVE OS HOMENS – Carlos Drummond de Andrade

LITERATURA – A NOITE DISSOLVE OS HOMENS – Carlos Drummond de Andrade

Carlos Drummond de Andrade A NOITE DISSOLVE OS HOMENS Carlos Drummond de Andrade A noite desceu. Que noite! Já não enxergo meus irmãos. E nem tão pouco os rumores que outrora me perturbavam. A noite desceu. Nas casas, nas ruas onde se combate, nos campos desfalecidos, a noite espalhou o medo e a total incompreensão. […]

LITERATURA –  Vinícius de Morais – O Haver (Vídeo)

LITERATURA – Vinícius de Morais – O Haver (Vídeo)

LITERATURA Vinícius de Morais – O Haver

De máscaras, estátuas de Jorge Amado e Zélia se previnem contra a Covid-19; publicação repercute na internet

De máscaras, estátuas de Jorge Amado e Zélia se previnem contra a Covid-19; publicação repercute na internet

O casal de escritores mais conhecidos da Bahia entraram na campanha do combate ao coronavírus: Jorge Amado e Zélia Gattai. Mas você se pergunta: como assim? Eles não morreram? Fisicamente sim, mas as lembranças e os monumentos espalhados por Salvador não nos deixam esquece-los. A publicação do perfil @salvadormeuamor, que conta com 105 mil seguidores, […]

Ao ler o livro de Woody Allen, não apostaria minhas fichas em Mia Farrow.

Ao ler o livro de Woody Allen, não apostaria minhas fichas em Mia Farrow.

Se você ler os motivos que aproximaram Woody de Soon-Yi e não sentir uma leve empatia, lamento, o seu coração está morto. João Pereira Coutinho, via FSP:   Conheci Woody Allen aos 15 anos. Um primo, precoce e pedante, emprestou-me Noivo Neurótico, Noiva Nervosa e disse, com ares de profeta, “vai e assiste”. Eu fui e […]

A exaltação da ironia como filosofia de vida, na poesia de Raul de Leôni

A exaltação da ironia como filosofia de vida, na poesia de Raul de Leôni

Raul de Leôni O advogado e poeta Raul de Leôni (1895-1926), nascido em Petrópolis (RJ) e membro da Academia Brasileira de Letras, faz poeticamente da ironia a sua filosofia. IRONIA Raul de Leôni Ironia! Ironia! Minha consolação! Minha filosofia! Imponderável máscara discreta Dessa infinita dúvida secreta, Que é a tragédia recôndita do ser! Muita gente […]

“Tá doido moço, não faço isso, não, vou-me embora, vou sem medo dessa escuridão…”

“Tá doido moço, não faço isso, não, vou-me embora, vou sem medo dessa escuridão…”

O radialista, cantor e compositor pernambucano Luiz Rattes Vieira Filho (1928-2020), na letra de Menino de Braçanã”, fala sobre sua adolescência no interior, quando saia para se encontrar com os amigos e tinha de regressar. A música “Menino de Braçanã” foi o primeiro sucesso de Luiz Vieira, que a gravou, em 1954, pela Todamérica. Vale […]

Um impressionante encontro com a poesia, na visão genial de Rachel de Queiroz

Um impressionante encontro com a poesia, na visão genial de Rachel de Queiroz

Rachel de Queiróz A romancista, contista, tradutora, jornalista e poeta cearense Rachel de Queiróz (1910-2003), em “Geometria dos Ventos”, mostra a poesia livre, sem limites de idioma, espontânea. GEOMETRIA DOS VENTOS Rachel de Queiróz Eis que temos aqui a Poesia, a grande Poesia. Que não oferece signos nem linguagem específica, não respeita sequer os limites […]

MÚSICA – NO WOMAN NO CRY (letra e vídeo) com BOB MARLEY

MÚSICA – NO WOMAN NO CRY (letra e vídeo) com BOB MARLEY

MÚSICA NO WOMAN NO CRY (letra e vídeo) com BOB MARLEY

“O Chopin derretido tá maxixe, meloso, gostoso”, na poesia de Pedro Nava

“O Chopin derretido tá maxixe, meloso, gostoso”, na poesia de Pedro Nava

Pedro Nava tinha uma inspiração chapliniana Paulo Peres Poemas & Canções O médico, escritor e poeta mineiro Pedro da Silva Nava (1903-1984), no poema “Noturno de Chopin”, esconde  seu grande amor. NOTURNO DE CHOPIN Pedro Nava Eu fico todo bestificado olhando a lua enquanto as mãos brasileiras de você fazem fandango no Chopin Tem uma […]