Maia age com tática da velha política e pode contaminar a renovação da câmara

Resultado de imagem para rodrigo maia
Google

Rodrigo Maia ou Eduardo Cunha Segundo?

As recentes atitudes de Rodrigo Maia nos faz lembrar de Eduardo Cunha, presidindo a câmara dos deputados, com o “apoio do Centrão” e a pregação do toma lá, dá cá.

O seu gesto pode ser traduzido como que está plantando dificuldades para colher “facilidades”?

Está falando muito e agindo pouco .Essa a senha utilizada.
Além de atrapalhar a votação do projeto Anticrime do ministro Sérgio Moro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, começou a fazer ‘graça’ com a reforma previdenciária, sem se incomodar no minimo em demonstrar envergadura com o cargo que ora ocupa.

Maia declarou para a Folha:

“Sei que a reforma da Previdência é fundamental e não abro mão dela. É preciso construir uma maioria de uma nova forma, mas isso a responsabilidade é dele (Bolsonaro)”.

E continua:

“Quando ele tiver a maioria e achar que é a hora de votar a reforma, ele me avisa e eu pauto para votação”

Se Maia não quer trabalhar, que abra mão da presidência da Câmara e passe as responsabilidades para o vice .

O Brasil tem pressa e a situação econômica não pode esperar.

Deixe uma resposta