Dallagnol enfim percebe que há uma reação orquestrada dos corruptos contra a Lava Jato

Dallagnol diz que a campanha contra a Lava Jato é baseada no modelo italiano

Ricardo Brandt, Luiz Vassallo e Pedro Prata
Estadão

Sob fogo cerrado de opositores da Lava Jato, o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa no Paraná, comparou a grande reação à maior investigação já desencadeada no País contra a corrupção ao movimento que colocou em xeque a Operação Mãos Limpas – missão similar que a Itália viveu nos anos 1990 e acabou esvaziada por forças políticas.

Em sua conta no Twitter, Deltan Dallagnol postou. “Vejo um movimento de reação como o que aconteceu na Itália, em que se busca tirar a credibilidade de agentes públicos que atuam na operação.”

Dallagnol avalia que o objetivo de quem o fustiga a Lava Jato é ‘promover os retrocessos que possam permitir que poderosos que praticaram crimes graves alcancem impunidade’.

Na próxima terça-feira, dia 13, o Conselho Nacional do Ministério Público pode pôr em pauta um eventual afastamento de Deltan Dallagnol da Lava Jato. Ele tem sido alvo frequente de reclamações perante o colegiado, mas conta com apoio irrestrito da procuradora-geral Raquel Dodge.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG 
– É impressionante a ingenuidade de pessoas importantes como Dallagnol. Somente agora cai a ficha e ele denuncia que existe um movimento para demolir a Lava Jato, semelhante ao que aconteceu na Itália e que em 2002 devolveu o poder ao corrupto Silvio Berslusconi, num retrocesso monumental. Há dois meses, quando começaram as publicações do The Intercept, a Tribuna da Internet identificou que seria uma ampla campanha, que incluiria a tentativa de libertar Lula, Cunha, Dirceu etc., além de evitar que também fossem presos Temer, Aécio, Padilha, Moreira e o resto do quadrilha do MDB. Para nós da TI, sempre esteve claro que se trata de um movimento contra a Lava Jato e a favor da “descriminalização da política”, expressão inventada por Gilmar Mendes. Na Itália deu certo, os corruptos venceram. E aqui no Brasil, o que acontecerá? (C.N.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *