Delfim acha ‘revolucionário’ acordo de livre comércio Mercosul-União Europeia

‘Vai ter sorte assim no outro mundo!’, disse ele sobre o acordo ter sido fechado por Bolsonaro

O ex-ministro da Fazenda Delfim Netto classificou de “revolucionário”, nesta segunda-feira (1º), o acordo de livre comércio entre Mercosul e União Europeia, que representam 25% do PIB mundial.

“Esse acordo nos lembra que não estamos no fim, estamos sim no começo”, destacando o intercâmbio de países do Mercosul, que somam um PIB de US$2,3 trilhões com o PIB de R$18,5 trilhões da União Europeia e seu mercado de 513 milhões de consumidores. “Juntar esses dois mercados”, disse ele, “promoverá uma mudança radical na estrutura produtiva”.

Divertido, Delfim Netto chamou a atenção para o fato de esse acordo ter sido viabilizado justamente no governo de Jair Bolsonaro. “Vai ter sorte assim no outro mundo!”, exultou.

Ele disse que a primeira iniciativa para estabelecer esse acordo foi do ex-presidente Fernando Collor. “Façamos essa justiça”, disse ele durante o programa Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes de São Paulo.

Para o ex-ministro, “haverá vencedores e perdedores, mas para estes devem ser criadas políticas públicas.

Deixe uma resposta