Escritor espanhol Rafael Sánchez Ferlosio morre aos 91 anos

Autor de ‘El Jarama’ era considerado um dos gigantes da literatura espanhola do século XX

Escritor espanhol Rafael Sánchez Ferlosio morre aos 91 anosFoto: Reprodução
O escritor espanhol Rafael Sánchez Ferlosio, um dos principais nomes da literatura espanhola do século XX, conhecido pela obra “El Jarama”, faleceu nesta segunda-feira em Madri, anunciou sua editora.
“Lamentamos profundamente o falecimiento de Rafael Sánchez Ferlosio (Roma, 4 de dezembro de 1927/Madri, 1 de abril de 2019), um dos grandes autores das letras espanholas”, publicou no Twitter o grupo Penguin Random House.

Vencedor de muitos prêmios ao longo da carreira, incluindo o Prêmio Cervantes (2004) e o Prâmio Nacional das Letras Espanholas (2009), Sánchez Ferlosio era um dos máximos expoentes da literatura do pós-guerra na Espanha, com uma obra marcada pelo realismo social.

Em 1955 publicou seu romance mais conhecido, “El Jarama”, considerado uma obra-prima da literatura espanhola do século XX, mas que ele renegou anos mais tarde.

“De toda minha obra, fico apenas com Alfanhul”, afirmou em uma entrevista ao jornal El País em 2017.

Sánchez Ferlosio era filho de Rafael Sánchez Mazas, um dos fundadores do partido fascista Falange Espanhola e ministro do ditador Francisco Franco durante um ano após a Guerra Civil espanhola (1936-1939), cujo fim completa 80 anos nesta segunda-feira.

Seu pai esteve a ponto de morrer no conflito, mas conseguiu escapar do pelotão de fuzilamento, uma história que inspirou o escritor Javier Cercas a escrever o famoso livro “Soldados de Salamina”.

Deixe uma resposta