Deixe um comentário

Nena Queiroga há 30 anos animando carnavais

Nena Queiroga, a Rainha do Carnaval Pernambucano, completa este 30 carnavais, e também 30 anos de carreira: “Tenho até hoje o permanente, espécie de crachá, que dava acesso à entrada do Português, onde cantei pela primeira vez profissionalmente, com 15 anos, na Orquestra Guedes Peixoto. Descobri que estava completando 30 anos de carnaval pelo crachá”, diz Nena Queiroga.
São 30 anos também como cantora profissional, mas não exatamente a mesma quantidade de anos em música: “Comecei cedo, com uns doze anos Claudionor Germano me levava para fazer coro em gravações na Rozenblit. A primeira de que participei foi de um álbum Baile da Saudade, fazendo coro numa música que Expedito Baracho cantava. Claudionor me levava pra participar de tudo”, conta Nena Queiroga. Ela nem tinha como não enveredar pela profissão dos pais: “Cresci com as orquestras, minha mãe me levava com ela, os artistas frequentavam a casa da gente, vivi sempre neste ambiente. Depois Lula começou a compor frevos. tem uma letra de uma música Lula, que fala que a cozinha lá de casa não tem gravidade, e se eu abro a torneira a água voa, ele fez inspirando pela cozinha lá de casa mesmo. A gente ficava ao redor de mamãe, na cozinha, brincando ou cantando. Era uma maneira de reunir os irmãos ”.
“A minha escola foi a orquestra de Guedes Peixoto. Fiz todos estes bailes, revéillon, Bal masque, Municipal, uma grande orquestra; Depois passei a gravar, participei de muitas coletâneas, feito a Asas da América, de Carlos Fernando. Cantei também com a orquestra do maestro Duda. Mas minha carreira solo teve um impulso forte quando fiz, com André Rio, o Som das Águas, uma casa que ficava nas Graças, foi um temporada que marcou época”, continua Nena Queiroga que não por acaso, foi casa dez anos com um dirigente de orquestra, o maestro Spok. Ela é uma das atrações do Galo da Madrugada há uma década: “Seu Enéias me chamava ‘A Voz Feminina do Galo”. Sábado mais uma vez ela comanda seu trio, desta a convidada é a estrela do tecnobrega paraense Gaby Amarantos.

Fonte:JConline

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: