Palocci cita repasses a petistas em delação, diz revista

A informação foi dada pela revista Veja

Ex-ministro Antonio Palocci Foto: Agência Brasil/Renato Araújo

De acordo com o site da revista Veja, o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci citou em sua delação premiada ao Supremo Tribunal Federal (STF) que alguns membros do Partido dos Trabalhadores (PT) receberam dinheiro de empreiteiras via caixa dois ou em doação oficial.

A presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, teria recebido R$ 3,8 milhões na campanha de 2010 quando conseguiu ser eleita senadora pelo Paraná.

Quem também teria recebido dinheiro via caixa dois foi o ex-senador Lindbergh Farias, cujo valor seria de R$ 3,2 milhões provenientes da Odebrecht em 2010.

O governador de Minas Gerais Fernando Pimental recebeu R$ 2 milhões da Camargo Corrêa em 2010. No mesmo ano, ao ex-governador do Acre Tião Viana foi repassado o valor de R$ 1,5 milhão. Nos dois casos o dinheiro chegou às campanhas via caixa dois.

O documento que está em posse do STF revela que 12 políticos teriam recebido dinheiro indevido, dentre deles ex-ministros, parlamentares e ex-parlamentares.

Deixe uma resposta