Reino Unido lança campanha para o combate da solidão

Objetivo é criar uma cultura na qual as pessoas se sintam à vontade para mostrar como se sentem sós e procurem ajudar a si mesmas e aos outros

Reino Unido lança campanha para o combate da solidão
A iniciativa reúne instituições beneficentes, organizações sem fins lucrativos e empresas (Foto: Max Pixel)

A campanha “Vamos falar de solidão”, uma iniciativa do Ministério da Solidão, tem como objetivo combater o problema crescente do isolamento social no Reino Unido.

Os idealizadores da campanha querem criar uma cultura na qual as pessoas se sintam à vontade para mostrar como se sentem sós e procurem ajudar a si mesmas e aos outros a superar os sentimentos de tristeza e abandono.

A iniciativa reúne instituições beneficentes, organizações sem fins lucrativos e empresas, como The Marmalade Trust, Co-Op Foundation, Cruz Vermelha, Campaign to End Loneliness, Mind e Jo Cox Foundation.

A ideia da campanha surgiu após a divulgação da pesquisa da YouGov na qual 75% dos entrevistados disseram que evitam se queixar de solidão, porque não querem aborrecer parentes e amigos com suas histórias.

A pesquisa entrevistou 2.114 pessoas e, ao contrário do estereótipo que associa a solidão à velhice, revelou que 75% dos jovens de 18 a 24 anos sentiam-se muito sós. Por sua vez, 63% dos entrevistados com 55 anos ou mais mantinham um convívio social regular. O sentimento de solidão era mais forte em moradores das cidades do que da região rural, com uma proporção de 56%.

Em entrevista ao jornal Independent, a ministra da Solidão, Mims Davies, descreveu a campanha como um projeto “intercomunitário”, porque a sensação de se sentir só, isolado em meio a um grupo social, podia afetar as pessoas em qualquer momento da vida delas, independente da classe social, sexo e faixa etária.

A ministra Davies também disse que o envolvimento pessoal era essencial no combate à solidão. “Temos o hábito de enviar e-mail, mensagem de texto e fotos para os parentes e amigos, mas poucas vezes telefonamos para eles ou marcamos um encontro para conversar.”

A campanha vai usar as redes sociais para promover mudanças em relação à maneira como as pessoas veem a solidão e a enfrentam. Além disso, o governo criou o prêmio “Tech to Connect Challenge Prize” no valor de £ 1 milhão a ser concedido à empresa que apresentar uma solução tecnológica de combate ao isolamento social.

O curta-metragem Less of a Lonely Place em que jovens descrevem suas experiências pessoais de solidão será exibido em cinemas de diversas cidades do país. Anúncios publicitários sobre a importância de encarar a solidão como uma emoção normal também serão exibidos em 20 salas de cinemas.

Em parceria com a Co-Op Foundation, uma empresa que tem uma grande experiência em projetos em comunidades, o governo vai investir £ 800 mil na criação de espaços comunitários de incentivo ao convívio social.

A campanha de combate à solidão começou logo depois de a BBC promover a iniciativa de encorajar os passageiros de transportes públicos a se comunicarem durante os trajetos.

Em 14 de junho, diversas empresas de transporte público aderiram à iniciativa como a Virgin Trains, que transformou alguns de seus trens em “salas de bate-papo”.

Deixe uma resposta