Fachin suspende temporariamente inquérito que investigava Temer

[Fachin suspende temporariamente inquérito que investigava Temer]
 Reprodução/Agência Brasil 

Em decisão polêmica, o ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu pela suspensão temporária do inquérito que investigava o presidente Michel Temer por supostos repasses ilegais da Odebrecht ao MDB. Solicitada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a suspensão funcionará até Temer deixar a Presidência da República, em 31 de dezembro.

Lançada no sistema processual do STF nesta quarta (31), a decisão foi tomada na segunda-feira (29). Após o término do mandato, o processo seguirá para o Ministério Público Federal, que atua na Justiça de primeira instância, para que os procuradores decidam se denunciarão Temer ou não.

“Defiro o pedido formulado pela Procuradoria-Geral da República, determinando a suspensão temporária do trâmite destes autos em relação ao Presidente da República, Michel Miguel Elias Temer Lulia, até o término do seu mandato. Com o término do mandato presidencial, dê-se imediata vista dos autos ao Ministério Público Federal”, profere a decisão.

O inquérito diz respeito a um jantar no Palácio do Jaburu, em 2014, quando, segundo delatores, Temer solicitou o repasse ilícito de R$ 10 milhões da Odebrecht ao MDB.

Deixe uma resposta