Presidente da ONG Oxfam Internacional é preso por corrupção na Guatemala

Operação também levou à detenção do ex-presidente Álvaro Colom e de ex-ministros.

Além dos ex-ministros, foi preso Juan Alberto Fuentes, chefe da organização humanitária

Alvaro Colom GuatemalaJuan Alberto Fuentes, presidente da Oxfam Internacional, chega a um tribunal da Guatemala, nesta terça-feira. REUTERS

O ex-presidente guatemalteco Alvaro Colom e um ex-ministro da Economia que hoje é presidente da organização Oxfam International foram presos nesta terça-feira como parte de uma investigação sobre corrupção, afirmou a promotoria.

“Uma de 10 pessoas presas na operação de hoje é o ex-presidente da República Alvaro Colom”, afirmou Juan Francisco Sandoval, chefe da força anticorrupção no gabinete da promotoria da Guatemala.

Juan Alberto Fuentes, um ex-ministro da Economia da Guatemala que atualmente preside a Oxfam International, também foi detido, disse a promotoria. A prisão de Fuentes acrescenta pressão sobre a organização humanitária britânica que já enfrenta denúncias de abuso sexual no Haiti.

Colom, 66, foi presidente da Guatemala entre 2008 e 2012. A investigação envolve compra de ônibus durante seu governo que seriam usados em um grande programa de transporte público.

“Acreditamos que tudo foi legal, mas vamos esperar para ver o que o juiz vai dizer”, disse Colom ao entrar no tribunal. Os outros oito detidos foram ex-ministros de Colom que assinaram o acordo para a compra dos ônibus.

Algunos exfuncionarios ya se encuentran en Torre de Tribunales entre ellos Salvador Gándara, Juan Alberto Fuentes y Ana Ordoñez.

ReutersReuters – Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expressamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta