Homenagem aos 87 anos de Paul Veyne

Nascido em 13 de junho de 1930, em Aix-en-Provence, na França, Paul Veyne é um historiador e arqueólogo especializado em Roma Antiga. Seu interesse por arqueologia começou ainda na infância aos oito anos de idade, ao ver uma ânfora em um sítio celta e nas visitas que fazia ao museu arqueológico de Nimes. Lecionou na Escola Francesa de Roma, na Sorbonne e na Universidade da Provença, para, em 1975, entrar no Collège de France, onde foi titular da cadeira de história romana até 1998. Entre suas principais obras, três foram publicadas pela Editora Unesp. Confira abaixo livros da autoria de Paul Veyne e um inspirado no historiador. Os títulos estão com 20% até 19 de junho.

Pão e circo: sociologia histórica de um pluralismo político
Autor: Paul Vayne | Páginas: 782 | De R$ 132 por R$ 105,60

Ao questionar certo discurso historiográfico monolítico, o renomado arqueólogo e historiador francês propõe e explora novas possibilidades interpretativas para a política e a economia na Antiguidade greco-romana. Neste que é o seu mais importante trabalho e que até então seguia inédito em português, Veyne nos mostra que a vida antiga era muito mais complexa e sutil: a prática de construir teatros e oferecer banquetes (ou distribuir trigo e patrocinar jogos públicos) também portava uma espécie de comprometimento com o bem comum por parte da elite da época, tanto por conta de um sentido de dever, como também por ser um modo de demonstrar superioridade.

Elegia erótica romana: O amor, a poesia e o Ocidente 
Autor: Paul Veyne | Páginas: 344 | De R$ 72 por R$ 57,60

Catulo, Propércio, Tibulo, Ovídio, goliardos da Antiguidade clássica, são recriados nestas páginas através da extraordinária visão de Paul Veyne, que estabelece o vínculo crítico em que o amor e a poesia produzem uma estilização da vida cotidiana e a revestem de brilho e intensidade.

Os gregos acreditavam em seus mitos?
Autor: Paul Veyne | Páginas: 208 | De R$ 40 por R$ 32

O que é o mito? É história alterada? É história aumentada? Uma mitomania coletiva? Uma alegoria? O que era o mito para os gregos? […] O sentimento da verdade é muito amplo (abrange facilmente o mito), “verdade” quer dizer muitas coisas e pode até abranger a literatura de ficção.

Enredos de Clio: Pensar e escrever a história com Paul Veyne 
Autor: Hélio Rebello Cardoso Jr. | Páginas: 215 | De R$ 44 por R$ 35,20

Os elos entre a filosofia e a história são o tema deste estudo. A base teórica é o pensamento do historiador Paul Veyne, que reflete sobre a sua prática de um ponto de vista que leva em conta questionamentos de cunho filosófico. A partir daí, são apontadas questões filosóficas que o historiador deve considerar em suas pesquisas. Ao longo do livro são definidos e encadeados elementos constitutivos da tarefa narrativa do historiador e da sua construção teórica. Temas que dizem respeito ao objeto da história e à causalidade histórica, assim como relações entre conceito, acontecimento e totalidade histórica, são enfocados, como também as diferentes concepções filosóficas da ligação entre o ato de narrar em si mesmo e o de construir filosoficamente essa narrativa.

Assessoria de Imprensa da Fundação Editora da Unesp

Deixe uma resposta