Deixe um comentário

UM MAR DE LAMA JOGADO NO POVO

É IMORAL E  POLÍTICOS GOVERNANTES  ENGORDAM

 “Cerca de 100 agentes da Controladoria Geral da União (CGU) e da Polícia Federal (PF) realizaram a Operação Fastio, para desarticular um grupo de empresários e servidores públicos suspeitos de fraudar processos de licitação e de fornecimento de merenda escolar nos municípios pernambucanos de Ipojuca, Salgadinho, São Lourenço da Mata e Vitória de Santo Antão. Os agentes executaram 14 mandatos de busca e apreensão, além de outros sete de condução coercitiva de suspeitos de participação no esquema à sede da PF. O prejuízo inicialmente estimado provocado pelas fraudes soma R$ 5 milhões, mas o valor ainda pode aumentar até o fim das investigações.
De acordo com a PF foram investigadas diversas irregularidades encontradas em processos de licitações referentes ao fornecimento de materiais alimentícios para escolas públicas dos municípios que apontam para o desvio de recursos públicos, fornecimento de materiais provenientes de empresas divergentes das contratadas pelas prefeituras, utilização de “laranjas” – indivíduos que emprestam a identidade para intermediar transações financeiras fraudulentas – e a participação de empresas cujos sócios são parentes próximos dos gestores municipais, comprometendo o processo de competição. A investigação também abrangeu processos licitatórios ligados ao serviço de transporte escolar dos municípios.”
Esse foi o texto veiculado em jornal eletrônico nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.