Para famosos, tem vacina

Seria cômico se não fosse trágico abrir os portais do País inteiro e se deparar com a notícia de que uma atriz global, de apenas 28 anos, tenha furado a fila da vacina contra a Covid-19 em Pernambuco só porque é famosa. Isso se deu em Fernando de Noronha, ilha que integra o território de Pernambuco, Estado que falta vacina.

Trata-se da beldade Giovanna Lancellotti, atriz da Globo, que esteve na ilha dias atrás. Além de absurdo, total falta de respeito as regras estabelecidas para os mortais comuns, na fila por uma oportunidade. Agride a inteligência dos pernambucanos, porque a carteirada se dá no momento em que o Estado afunda como o pior no combate à pandemia. Vacina para o povo falta, mas para a beldade tem. Turistas como ela não interessam a ninguém, muito menos a Pernambuco.

Confira abaixo a justificativa da atriz para ter tomado a vacina em Pernambuco, mesmo morando no Rio de Janeiro:

“Estive na Ilha de Fernando de Noronha entre os dias 16 de maio e 16 de junho, cumprindo parte de um contrato de criação e divulgação de conteúdo digital para uma pousada que vai de maio a dezembro.

Durante esse período, a minha faixa etária foi convocada pelo Governo do Estado de Pernambuco para a vacinação contra o coronavírus, incluindo entre os chamados moradores permanentes, moradores temporários e prestadores de serviço

Sendo assim me dirigi ao posto de saúde para participar da campanha de imunização e me vacinei, exercendo meu direito à saúde e meu dever social de não representar um foco de transmissão do vírus pela ilha, para onde retorno em alguns dias para continuar meu trabalho, conforme a requisição da administração local.

Meu muito obrigada aos cientistas, enfermeiros e profissionais da saúde”.

Blog do Magno Martins

Ministro do Turismo visita Caruaru amanhã

 

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, visitará Caruaru, no Agreste de Pernambuco, amanhã. O ministro irá cumprir uma série de agendas que começará pela visita ao Aeroporto Oscar Laranjeiras.

A Pracinha da Cultura será outro local visitado pelo ministro. As praças contarão com biblioteca, cineteatro (48, 60 ou 125 lugares), laboratório multimídia, salas de oficinas, espaços multiuso, Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), pista de skate, quadra de eventos coberta, playground e pista de caminhada. No local, também será realizada a entrega simbólica de cestas de alimentos.

O último compromisso da agenda na Capital do Agreste será a visita às obras de restauração da Estação Ferroviária, no Centro da cidade.

A comitiva do governo federal contará com a presença, também, do ministro da Cidadania, João Roma; do secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio; do secretário Especial da Cultura, Mario Frias; do presidente da Embratur, Carlos Brito; e da presidente do Iphan, Larissa Peixoto.

PF deflagra a Operação Sufocamento em três Estados

 

A Polícia Federal, em conjunto com a Controladoria-Geral da União e o Ministério Público Federal, deflagrou, hoje, a Operação Sufocamento, visando desmantelar um grupo criminoso que atuou nas simulações de dois procedimentos de dispensa de licitação no município de Girau do Ponciano/AL e em desvios de recursos públicos oriundos do Governo Federal destinados ao enfrentamento da pandemia de COVID19.Os contratos em análise somam R$ 600 mil, e os desvios, até o momento, somariam R$ 250 mil.

A investigação comprovou que o grupo criminoso simulou dois processos de dispensa de licitação para o fornecimento de uma central de gases e respiradores mecânicos para tratamento de pacientes com COVID19 no Hospital de Campanha de Girau do Ponciano/AL, nos quais foram contratadas duas empresas sediadas no Rio de Janeiro/RJ.Os policiais federais averiguaram que uma das empresas contratadas sequer atuaria no ramo de comercialização de central de gases, sendo, em verdade um comércio de materiais de construção (blocos cimentícios).

Além dos direcionamentos das licitações para tais empresas, houve desvio de recursos públicos também com a utilização de interpostas pessoas (“laranjas”), tanto para a execução dos desvios, como para a posterior ocultação das origens dos valores. Os policiais apuraram que uma dessas empresas seria de propriedade da esposa de um dos agentes públicos com direta e efetiva participação nas contratações e pagamentos sob investigação.

A investigação constatou inúmeras outras ilegalidades, tais como ausência de cotações de preços nos procedimentos, propostas de preços simuladas, superfaturamento nas aquisições, notas fiscais graciosas, utilização de “laranja” na constituição da pessoa jurídica, fornecimento de respiradores obsoletos, dentre outras. De acordo com o que foi apurado, há robustos indícios da ocorrência dos crimes de desvios de recursos públicos federais (art. 1º, I, do Dec.-Lei n. 201/67), ilícitas dispensas de licitações (art. 89 da Lei 8.666/93 c/c art. 337E, do CPB) e lavagem de dinheiro (art. 1º, da Lei 9613/98), cujas penas máximas somadas totalizam 27 anos de prisão.

A investigação tramita no Tribunal Regional Federal da 5ª Região em virtude do foro por prerrogativa de função de um dos investigados. Estão envolvidos na Operação mais de 80 policiais federais e auditores da Controladoria Geral da União, que dão cumprimento simultâneo a 19 Mandados de Busca e Apreensão, nos municípios de Maceió/AL (3), Girau do Ponciano/AL (5), Arapiraca/AL (3), Campo Grande/AL (1), Rio de Janeiro/RJ (4), Belford Roxo/RJ (1) e Alegre/ES (2).

Além dos mandados de busca e apreensão, o Poder Judiciário determinou o sequestro de bens móveis e imóveis, inclusive veículos automotores e valores porventura depositados em qualquer instituição financeira, a que título for, de algumas das pessoas físicas e jurídicas investigadas; da mesma forma, decretou a proibição de acesso ou frequência a todo e qualquer órgão público da Administração Municipal de Girau do Ponciano/AL; proibição de manter contato entre si, bem como os demais investigados nestes autos e pessoas que porventura atuem como testemunha na investigação; e a suspensão do exercício de toda e qualquer função pública na Administração Municipal de Girau do Ponciano/AL.

Humberto paga com cotão sobremesa e até limão

O Antagonista

Em maio, com a CPI da Covid em andamento, o senador Humberto Costa, do PT de Pernambuco, gastou R$ 9.634,10 da cota parlamentar a que tem direito para despesas com alimentação, combustível e aluguel de carro. Foi o maior gasto do senador petista com essas finalidades desde novembro do ano passado.

As notas fiscais apresentadas para ressarcimento do Senado incluem um jantar numa segunda-feira, em Brasília, com direito a esfirras e torta de chocolate. Nessa ocasião, o senador tomou um vinho português de R$ 112, mas bebidas alcoólicas não são ressarcidas.

O Senado também ressarciu um lanche que Humberto Costa fez no domingo, dia 30, à noite: hambúrguer e Coca-Cola, no valor de R$ 64.

Um dia antes, um sábado, o senador almoçou em um restaurante em Brasília, tomou chopp e cerveja, comeu bacalhau, fraldinha e burrata com molho pesto. Tirando as bebidas alcoólicas e a gorjeta, o Senado ressarciu R$ 225,25 da nota de R$ 310,80 apresentada pelo petista. Até o limão espremido de R$ 0,50 na água com gás de Humberto foi pago com o dinheiro público a que ele tem direito.

Em 7 de maio, uma sexta-feira, após a segunda semana de trabalho na CPI, Humberto Costa jantou em um restaurante em Brasília e também apresentou nota para o Senado ressarcir: sem a gorjeta, o senador recebeu de volta R$ 284,01. A conta incluiu shitake e até um profiteroles (sobremesa feita com uma massa açucarada recheada com cremes, sorvetes e caldas).

Com a CPI em andamento, Humberto intensificou as viagens de avião entre Brasília e Recife: os gastos com passagens aéreas em maio, ressarcidos pelo Senado, somaram R$ 7.239,85 – o maior valor gasto pelo senador para essa finalidade desde novembro de 2019.

Mesmo passando a maior parte do tempo em Brasília, o petista também recorreu ao cotão, em maio, para alugar um Jeep Compass por R$ 6,8 mil: o veículo ficou disponível para ele o mês inteiro em Recife. Nós também pagamos.

O chamado “cotão” é dinheiro público a que os congressistas têm direito para gastar com quase tudo o que você conseguir imaginar. Existe um limite mensal de gastos, mas não é preciso comprovar a relação das despesas com a atividade parlamentar: basta apresentar as notas e nós pagamos tudo. É uma farra.

Pernambuco zera fila de espera por leitos de UTI

O governador Paulo Câmara informou, em pronunciamento hoje, que pela primeira vez em quatro meses a ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva – UTI ficou em 87%, zerando a fila de espera por vagas de UTI no Estado. Ele enfatizou que esse resultado é fruto de uma série de medidas restritivas intensificadas a partir de 7 de dezembro de 2020, além do avanço da vacinação e da expansão da rede de UTIs em Pernambuco, que hoje é a maior das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

“Temos um longo caminho pela frente até chegarmos ao patamar de retomada que estamos vendo nos Estados Unidos e em alguns países da Europa. Estamos avançando no Plano de Convivência, mas não é hora de relaxar os cuidados”, salientou Paulo Câmara.

O governador reforçou que a população continue usando máscara, evitando aglomerações e ajudando as pessoas que ainda não se vacinaram, embora já tenha chega a sua vez, a marcarem a imunização. “É muito importante observar o calendário e tomar a segunda dose da vacina. Vamos fazer um grande esforço, em parceria com os municípios, para completar a imunização de quem só recebeu a primeira dose”, finalizou.

MP recomenda que atos dos dias 19 e 20 não ocorram

 

Considerando a atual conjuntura da pandemia da Covid-19 no Estado de Pernambuco e em razão da divulgação da realização de manifestações populares marcadas para os dias 19 e 20 de junho, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) expediu simultaneamente recomendações aos grupos organizadores que se abstenham de qualquer tentativa de aglomeração, em respeito às normas sanitárias para prevenção de contágio devido à pandemia de Covid-19.

Pelos atos de sábado (19), foram notificados da Recomendação nº 02/2021 os integrantes das Frentes Povo sem Medo e Brasil Popular, da Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares, do Partido dos Trabalhadores (PT), do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), da Central Única dos Trabalhadores (CUT), da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União dos Estudantes de Pernambuco (UEP), bem como as demais entidades sindicais e movimentos sociais que estão convocando a população, por meio das redes sociais, a participar de manifestação presencial no próximo 19 de junho, às 9h, com concentração na Praça do Derby.

Pelos atos de domingo (20), a Recomendação nº 03/2021 foi dirigida aos integrantes do Grupo Aliança por Pernambuco, bem como aos demais grupos ou movimentos que estão convidando para a motociata em 20 de junho, às 10h, com saída do Parque Dona Lindu, em Boa Viagem, em direção ao Centro de Convenções, em Olinda. Foi determinada a remessa de cópia da Recomendação nº 03/2021 ao Ministério Público Federal (MPF) para conhecimento e adoção das medidas cabíveis, diante da notícia da suposta participação do presidente da República na manifestação.

As recomendações ministeriais ressaltam a gravidade do momento e transcrevem números do estágio atual da pandemia do coronavírus em Pernambuco, com 3.622 casos da Covid-19 e 72 óbitos confirmados em 15 de junho de 2021, bem como taxa de ocupação dos leitos de UTI em 93%, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde.

A 34ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania, com atuação na Promoção da Saúde da Capital destaca ainda que, entre as medidas de enfrentamento admitidas pela Lei nº 13.979/2020 para prevenção ao Covid-19, estão previstos: o isolamento, a quarentena, o uso de máscaras em locais abertos e fechados, assim como a não aglomeração de pessoas. A decretação dessas medidas pelos estados e municípios deve ser imposta na dose necessária para evitar a propagação da pandemia, sempre com fundamento em evidência científica e em análise sobre informações estratégicas em saúde (art. 3º,§ 1º).

As recomendações reforçam que a adoção de tais medidas não se trata de faculdade, mas de poder-dever atribuído à Administração Pública, a ser concretizado na vida em sociedade em dosagem suficiente para evitar, segundo evidências científicas e análises estratégicas em saúde, o alastramento acelerado da doença, impedindo, assim, o colapso do sistema de saúde planejado para o atendimento médico dos infectados.

O MPPE ainda lembrou o teor do Decreto Estadual nº 50.846, de 11 de junho de 2021, que determina no art. 25: “Permanece vedada no Estado a realização de shows, festas, eventos sociais e corporativos de qualquer tipo, com ou sem comercialização de ingressos, em ambientes fechados ou abertos, públicos ou privados, inclusive em clubes sociais, hotéis, bares, restaurantes, faixa de areia e barracas de praia, independentemente do número de participantes”. Assim, não é permitida, pelo referido decreto, neste momento, a realização de manifestação presencial.

As recomendações foram publicadas na íntegra no Diário Oficial Eletrônico de hoje, páginas 11-14. Disponível em: https://www.mppe.mp.br/mppe/comunicacao/diario-oficial-link-comunicacao/category/701-diario-oficial-2021?download=10342:diario-oficial-eletronico-mppe

MÚSICA – Love Story – Andy Williams – Where Do I Begin

MÚSICA

Love Story – Andy Williams – Where Do I Begin

LITERATURA – Manuel Bandeira – Poética

Manuel Bandeira

Dólar fica abaixo de R$ 5 pela primeira vez em mais de 1 ano

Entrada de capital estrangeiro e venda de exportadores puxaram a queda

Dólar fechou abaixo de R$ 5 pela primeira vez em mais de um ano Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (16), o dólar ficou abaixo de R$ 5 pela primeira vez desde 10 de junho do ano passado. Na cotação mínima, o dólar à vista caiu 0,90%, para R$ 4,9976; e, às 12h57, era cotado a R$ 5,0011, com queda de 0,83%.

A entrada de capital estrangeiro no mercado local e as vendas de exportadores puxam a queda. O fluxo cambial positivo para o Brasil é resultado da perspectiva de manutenção de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano) nesta tarde, enquanto, por aqui, as apostas majoritárias são de que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central vai aumentar a taxa Selic em pelo menos 0,75 ponto, para 4,25% ao ano, embora parte do mercado aposte em 1 ponto.

– O fluxo positivo coloca o dólar ante o real (na contramão do fortalecimento da moeda americana durante a manhã), ante peso mexicano, [o] peso chileno e [o] peso argentino – observa o operador Hideaki Iha, da corretora Fair.

Ele afirma, porém, que o ajuste de baixa do dólar frente ao real é limitado pela cautela com o risco fiscal, após a proposta do presidente Jair Bolsonaro de aumentar o benefício do Bolsa família para R$ 300, além da preocupação com a crise hídrica no país e a percepção de aumento da reação contrária à medida provisória que abre caminho para a privatização da Eletrobrás. A proposta deve ser votada nesta quarta no Senado, mas não há consenso entre líderes.

*Estadão

Última coisa que Putin quer é uma nova Guerra fria, diz Biden

Os dois líderes se reuniram em Genebra

Joe Biden e Vladimir Putin se reuniram em Genebra por 4 horas Foto: EFE / EPA / DENIS BALIBOUSE / PISCINA

O presidente americano Joe Biden afirmou nesta quarta-feira (16), que a última coisa que o presidente russo Vladimir Putin deseja é uma nova Guerra Fria contra os Estados Unidos.

A declaração foi dada a repórteres após o fim de um encontro bilateral entre os dois líderes, em Genebra. Um pouco antes, Putin havia declarado à imprensa que o encontro teve “espírito construtivo”.

Uma das prioridades dos EUA era discutir segurança cibernética. Biden havia imposto como objetivo-chave das negociações o estabelecimento de salvaguardas sobre quais tipos de ataques à infraestrutura estão proibidos em tempos de paz. Em maio, um ataque de ransomware, atribuído a uma gangue russa, interrompeu o fornecimento de combustível de grande parte da costa leste dos EUA por quase uma semana. Putin negou o papel do seu país nos ataques.

Biden disse a repórteres que 16 tipos de infraestrutura crítica deveriam estar proibidos a ataques cibernéticos e “ponto final”. A lista incluiria o setor de energia e água. O presidente americano afirmou que ele e Putin concordaram em continuar as discussões sobre o tema, acrescentando que haverá conversas adicionais sobre responsabilização de criminosos.

Biden afirmou que, na reunião, também foram discutidos em detalhes “os próximos passos que nossos países devem tomar em medidas de controle de armas”, para reduzir o risco de guerra. Ele disse que diplomatas e especialistas militares de ambos os países se reunirão para o que chamou de “diálogo de estabilidade estratégica”, para estabelecer as bases deste controle.

O presidente americano não especificou, no entanto, quando essas negociações começariam. O objetivo é preparar o terreno para negociações sobre um acordo de controle de armas que suceda o novo tratado START, que deve expirar em 2026.

Embora tenha feito um balanço positivo, Biden aproveitou para denunciar “comparações ridículas” de Putin sobre direitos humanos. Ele afirmou que entre as questões discutidas na reunião de quatro horas estavam o caso de dois americanos injustamente presos na Rússia e o caso do opositor russo Alexei Navalny.

*Estadão