Bolsonaro traiu sua “base raiz”, de generais, coronéis e delegados

Ao manter juiz de garantias, presidente contrariou votos de seus aliados originais de campanha

Juiz de garantias: Bolsonaro traiu sua ‘base raiz’ de generais, coronéis e delegados (via radaronline)

Ao manter juiz de garantias, presidente contrariou votos de seus aliados originais de campanha

Na votação do juiz de garantias, em 4 de dezembro, base de Bolsonaro votou contra, mas presidente os frustrou. // Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O juiz de garantias foi votado à parte no plenário da Câmara, no chamado “destaque”, no último dia 4.

Tem ainda dois coronéis (Tadeu e Chrisóstomo), quatro delegados (Éder Mauro, Pablo, Antônio Furtado e Marcelo Freitas), dois capitães (Wagner e Augusto), um general (Peternelli) e ainda policiais – da PM, civil e federais – e sargentos.

Fonte:Radar/Veja

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.