O império dos goelas. Por  Jose Adalberto Ribeiro 

comentarista  Por  Jose Adalberto Ribeiro  – Jornalista e escritor

MONTANHAS DA JAQUEIRA – Zero novidade dizer que a cada ano mais de 60 mil pessoas biológicas morrem de morte matada no Brazil. Mas, zero estatísticas existem sobre quantas pessoas jurídicas são assassinadas pelo Fisco a cada ano, de morte lenta ou dolorosa. Isto o IBGE não fala.

Olhai os lírios dos campos! Olhai as falências e concordatas! Os operadores da descarga elétrica tributária não fiam nem tecem, apenas acionam suas máquinas infernais. Todíssimos dias os cobradores de impostos extorsivos aplicam facadas, socos, pontapés e punhaladas nas costas das pessoas biológicas, pessoas físicas e pessoas jurídicas.

O aborto de fetos é proibido por lei. Pessoas jurídicas são eletrocutadas impunemente no nascedouro pela descarga elétrica tributária. A longevidade empresarial é um milagre neste País.

A mortalidade atinge as criaturas jurídicas ainda na infância. E as pobrezinhas PJs também são vítimas de aborto.

O presidente da República suplicou, humildemente, aos donos do Fisco para aliviar um pouquinho a alíquota do Imposto de Renda.  Suas Excelências os goelas responderam que não existe tempo-espaço para fazer caridades. Antipatrióticos e antissociais, eles mandam e desmandam nesta pinoia.

A tabela do IR está congelada desde 2015. O nome disto é confisco, extorsão, apropriação indébita.

Ao ser proclamada a reforma da Previdência, foi anunciado que haveria uma economia de 900 bilhões de denários a médio prazo.

Inflação sob controle, a taxa Selic de 6 % ao ano é a menor da série histórica desde 1999. Significa redução de centenas de bilhões em encargos da dívida pública.

Em cinco anos de existência, a operação LavaJato recuperou mais de 10 bilhões de denários roubados da Petrobras e de outras empresas públicas. Foi estancada a sangria desatada no BNDES, bancos estatais e fundos de previdência.

Impossível acreditar que os gênios tributaristas serão favoráveis à redução da descarga elétrica tributária, eles os construtores do monstrengo que nos devora. Serão sempre favoráveis, sim, aos procedimentos para esfolar cada vez mais os pagadores de impostos.

Vivemos sob o império dos goelas.

Deixe uma resposta