Políticos e autoridades cumprimentam Bolsonaro pela vitória nas urnas

Presidente eleito foi saudado por nomes como Sérgio Moro, Raquel Dodge, Geraldo Alckmin e Roberto Jefferson

Resultado de imagem para michel temer

Michel Temer disse ter “convicção” de que seu sucessor “fará um governo de muita paz e harmonia” 
Após ser eleito presidente da República na noite deste domingo (28/10), Jair Bolsonaro (PSL) recebeu os cumprimentos de diversos políticos e autoridades do país. Um deles foi o atual presidente, Michel Temer (MDB), que disse ter “convicção” de que seu sucessor “fará um governo de muita paz e harmonia”.
Um dos principais nomes da Operação Lava-Jato e responsável pela prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva — que chegou a liderar as pesquisas de intenção de voto, mas teve o registro de candidatura à Presidência negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) —, o juiz federal Sérgio Moro desejou que Bolsonaro “faça um bom governo”. “São importantes, com diálogo e tolerância, reformas para recuperar a economia e a integridade da administracao pública, assim resgatando a confiança da população na classe política”, afirmou.
Ainda na esfera jurídica, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli pediu que Bolsonaro e o vice, general Mourão, “atuem com responsabilidade”: “Desejo aos candidatos eleitos, Jair Bolsonaro e General Mourão, os votos de que atuem com a responsabilidade necessária para o desempenho da elevada missão de presidir a nação brasileira”
A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse que o futuro presidente tem o dever de “promover o bem de todos sem preconceito e discriminação”. “A sociedade é plural e o Brasil é uma democracia. O presidente eleito governará para todos que convivem nessa terra abençoada, para promover o bem de todos sem preconceito e discriminação, para construir uma sociedade livre justa e solidária, porque, segundo a Constituição Federal, a República tem como fundamento a dignidade, o pluralismo político, a prevalência dos direitos humanos e a prevalência da paz”, pontuou, em entrevista coletiva.
Governador eleito de São Paulo, o peessedebista João Doria contou ter falado por telefone com o presidente eleito. “Falei com o presidente Bolsonaro. Uma conversa lúcida, tranquila e motivadora. Ficamos de ter um encontro no Rio essa semana. Dei votos (a ele) de um bom governo. Tenho convicção de que Bolsonaro será o presidente que vai pacificar o Brasil. E no que depender do Estado de São Paulo, nós vamos ajudar”, disse, em discurso após a vitória.
Antecessor de Doria e ex-adversário de Bolsonaro nas eleições presidenciais, Geraldo Alckmin (PSDB) usou o Twitter para saudar os eleitos neste domingo. “Felicito todos os eleitos e o faço na pessoa do presidente escolhido hoje. Que seja portador de decisões que honrem os deveres do elevado cargo que agora assume”, publicou.
Condenado no processo do Mensalão, o presidente do PTB, Roberto Jefferson também celebrou a vitória do capitão reformado. “A vitória é nossa. Valeu Brasil! Lembro que eu me sacrifiquei pessoalmente para tirar a máscara do PT. Denunciei um escândalo gigantesco e paguei caro por isso. Hoje vejo com satisfação que a sociedade acordou. PT nunca mais. Pode comemorar”, escreveu, no Twitter.
Já o comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, saudou também os brasileiros “pela demonstração de civilidade nesse momento tão democrático”: “Cumprimento especialmente o presidente da República eleito, Bolsonaro, pela escolha que a gente brasileira vocalizou nas urnas”.
Com informações da Agência Estado

Deixe uma resposta