Nos 40 confrontos entre Brasil e México, seleção brasileira venceu 23 vezes

No Maracanã, 1º jogo abriu a Copa de 1950, e canarinhos venceram por 4 a 0. O Acervo listou as 15 partidas mais importantes entre as seleções, que disputam vaga na Rússia

Por Paulo Luiz Carneiro

O primeiro confronto entre as seleções de futebol do Brasil e do México aconteceu no Maracanã, no jogo de abertura da fatídica Copa de 1950. Mas naquele dia, os 120 mil torcedores, além do presidente da República, general Eurico Gaspar Dutra, ministros, o prefeito Mendes de Morais, o presidente da Fifa, Jules Rimet, e até embaixadores do México, Uruguai e Espanha assistiram a um show da seleção brasileira, que venceu por 4 a 0, como O GLOBO noticiou no dia seguinte. De lá para cá foram 40 partidas, com 23 vitórias para o Brasil, dez para o México e sete empates. As duas equipes encontraram-se depois nas Copas de 1954, 1962 e 2014, mas o selecionado mexicano nunca venceu o Brasil em um Mundial. A maior goleada aconteceu em 1954: Brasil 5 x 0 México. Mas em alguns encontros recentes, principalmente na Copa América, os resultados têm sido favoráveis à seleção mexicana: em 2007, a seleção brasileira perdeu por 2 a 0; na Copa América de 2001, por 1 a 0. Na Copa das Confederações de 1999, mexicanos venceram por 4 a 3, e em 2005, por 1 a 0. Na Copa do Brasil de 2014, na fase de grupos, empataram em 0 a 0. Antes do encontro nas oitavas de final na Copa da Rússia, deu Brasil no amistoso em 7 de junho de 2015, em São Paulo, por 2 a 0. Mas foi o México quem tirou o gostinho da primeira medalha de ouro do Brasil no futebol, nas Olimpíadas de Londres, em 2012. A seleção brasileira tinha na equipe os mesmos Neymar, Marcelo, Thiago Silva e Danilo da Copa de 2018. A equipe mexicana reunia em 2012 e em 2018 Herrera, Peralta, Giovani, Jiménez, Fábian, Corona e Aquino.

1) Brasil 4 x 0 México – A partida ocorreu no dia 24 de junho de 1950, no recém inaugurado estádio do Maracanã, na primeira Copa no Brasil. O GLOBO noticiou a partida: “Abrindo caminho para a Copa do Mundo. O Brasil venceu o México num jogo leal e cheio de entusiasmo”.

2) Brasil 5 x 0 México – Na Copa de 1954, na Suíça, as equipes fizeram o primeiro jogo da chave em 16 de junho. “A vitória já estava perfeitamente definida desde o primeiro tempo, com os quatro a zero fixados no placard pelos goals de Baltazar, Didi, Pinga e novamente Pinga, mas o ataque brasileiro ainda procurava o goal no segundo período, até que veio o quinto tento, de autoria de Julinho”, informou O GLOBO. Essa partida e um amistoso, também 5 a 0 em 31 de julho de 1992, em Los Angeles, foram os placares mais elásticos até hoje.

3) Brasil 2 x 0 México – Mais uma vez Brasil e México se encontraram na primeira partida entre as seleções, nesse caso, na Copa de 1962, no Chile. O resultado foi 2 a 0 para o Brasil, com gols de Zagallo e Pelé no segundo tempo. “Estréia vitoriosa dos Brasileiros no Mundial” foi a manchete do GLOBO.

4) Brasil 1 x 2 México – A segunda vitória do México sobre o Brasil aconteceu no Maracanã, em jogo amistoso. Fazia 12 anos que a seleção não era derrotada no estádio, como destacou a reportagem de 1 de novembro de 1968 : “Há 12 anos a seleção brasileira não perdia no Maracanã”. A primeira vitória, também por 2 a 1, havia ocorrido em 10 de julho de 1968, no estádio Azteca.

5) Brasil 0 x 2 México – “Brasil escapa de goleada. México dá show de bola e conquista o bicampeonato da Copa de Ouro nos Estados Unidos”, noticiou O GLOBO no dia 22 de janeiro de 1996. A Copa de Ouro é o principal torneio da Concacaf (Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe) e, até 2005, eram convidados três países de outras confederações para jogar no torneio final. A seleção brasileira voltou a ser derrotada pelo México, por 1 a 0, na final de 2003. Na ocasião foi enviada uma equipe sub-23, dirigida pelo técnico Ricardo Gomes.

6) Brasil 3 x 2 México – Na Copa América de 1997, na Bolívia, o time do Brasil passou para a segunda fase após a vitória sobre o México em 16 de junho. Começou a partida perdendo por 2 a 0, mas virou para 3 a 2, o que motivou o título da reportagem do GLOBO: “Uma virada sem gosto de festa. Time se classifica para a próxima fase, mas volta a mostrar falhas no sistema defensivo”.

7) Brasil 3 x 2 México – Copa das Confederações de 1997, na Arábia Saudita. O Brasil foi campeão do torneiro, mas em 16 de dezembro enfrentou mais uma partida dura contra o selecionado mexicano. Gols de Romário, Denílson e Júnior Baiano. O difícil resultado se refletiu na reportagem do Globo do dia seguinte: “Brasil vence, mas deixa Zagallo bastante irritado”.

8) Brasil 3 x 4 México – Desta vez, o Brasil perdeu a Copa das Confederações de 1999, na cidade do México. A seleção mexicana foi campeã do torneio, e a manchete do GLOBO em 5 de agosto foi: “Festival de erros no Azteca. Seleção, assustada e vulnerável, perde a Copa das Confederações para o México”.

9) Brasil 2 x 1 México – “Brasil vence o México e está classificado”. Notícia da primeira página em 4 de julho de 1999. A equipe do Brasil foi campeã da Copa América, em seu sexto título na competição.

10) Brasil 4 x 0 México – Na Copa América de 2004, no Peru, o Brasil derrotou o México nas quartas de final por 4 a 0. A seleção foi até a final sagrando-se campeã. “Enfim, uma bela exibição”, noticiou O Globo na edição de 19 de julho de 2004.

11) Brasil 0 x 1 México – Apesar de ter sido campeã da Copa das Confederações, a seleção de Carlos Alberto Parreira perdeu para o México em 19 de junho de 2005. “No 100º jogo de Parreira, Brasil joga mal e perde para o México” foi a manchete do jornal.

12) Brasil 0 x 2 México – “México B humilha Brasil de Dunga”. Na estreia da Copa América de 2007, no dia 27 de junho, a seleção perdeu por 2 a 0, e a manchete do GLOBO foi impiedosa com o técnico Dunga. Apesar da péssima estreia, o Brasil sagrou-se campeão.

13) Brasil 2 x 0 México – No seu quarto título na Copa das Confederações, a seleção brasileira derrotou o México por 2 a 0, em 19 de junho de 2013, no estádio do Castelão, em Fortaleza, e classificou-se para a semifinal com atuação de gala de Neymar, que fez um gol e deu passe para o outro. “Neymar genial do Santos surge, enfim, na seleção com golaço, dribles mágicos e passes precisos”, destacou o jornal.

14) Brasil 0 x 0 México – Placar magro na Copa de 2014, no Brasil. Mereceu a manchete: “Time chocho”, no Caderno especial sobre a Copa do Mundo, em 18 de junho. O jogo ocorreu no mesmo estádio do Castelão em que o Brasil vencera os mexicanos sem esforço na Copa das Confederações no ano anterior . Desta vez, Neymar não brilhou.

15) Brasil 2 x 0 México – No amistoso na arena do Palmeiras, em São Paulo, o Brasil venceu por 2 a 0, gols de Phillipe Coutinho e Diego Tardelli, quase um ano após o fracasso da Copa de 2014. “Desfalcado de Neymar, Brasil vence o México e sai aplaudido pela torcida em sua primeira partida em casa após a Copa”, noticiou o GLOBO em 8 de junho de 2015.

 

Deixe uma resposta