O Ministério dos Goelas. Por  Jose Adalberto Ribeiro 

    Resultado de imagem para O  dos Goelas abaixo

comentarista   Por  Jose Adalberto Ribeiro  – Jornalista e escritor

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA – Completamente nu, sorridente e feliz, o ministro dos Goelas da República concedeu uma entrevista na Esplanada dos Monastérios para falar sobre o preço da gasolina. Na vera, também podem chamar Ministério Pornô dos Juros e dos Impostos do Reino Parasitário dos Banqueiros.

Vamos à entrevista. O ministro Pornô dos Juros e dos Impostos fez a seguinte delação, impunemente: 45 % do preço dos combustíveis no Brazil são feitos de impostos federais. Isto foi dito em plena luz do dia, diante de senhoras e crianças inocentes.

Sua excelência falou: Em vista do déficit fiscal, nós da República Parasitária dos Banqueiros não cogitamos nenhuma possibilidade de redução de impostos, proclamou, nuzinho da silva. Todos as príncipes do poder, os caboclos mamadores e parasitas desfilam nuzinhos, dos piolhos da cabeça até o dedão do pé, nas suas carruagens em Brasília et Orbi.

O momento mais emocionante da entrevista aconteceu quando o ministro do Reino dos Banqueiros, em meio às gargalhadas, anunciou a previsão do déficit fiscal do Brazil, de 159 bilhõezinhos de reais, ou um pouquinho menos, de 136 bilhõezinhos. Os fogueteiros do Ministério dos Juros lançaram rojões e fogos de artifício, enquanto o ministro recebia dezenas de buquês de flores enviadas pelas lobas e lobos do sistema financeiro.

A carga tributária no Brazil é pornô. O objetivo do sexo explícito tributário é esfolar os contribuintes e as empresas, para não usar outra palavra, ou um palavrão. Ilustração aproximada: quanto custa, exemplo, um automóvel tipo classe média nos Estados Unidos: digamos, 40 mil dólares; no Brazil, no mínimo, 80 mil dólares.

Qual a explicação? Carga tributária, encargos e custos trabalhistas. Encargos e custos não são salários, vão para a goela do Governo.Para onde vão os impostos? Para os goelas da República. O exemplo aplica-se a qualquer outro item, de calçados, têxtil, mecânico, elétrico ou eletrônico. O nome disso é extorsão tributária, herança nefasta do “quinto dos infernos”, queiram ou não queiram os doutores.

O Copom – Comitê de Política Monetária é fantasia. O Copom fixou a taxa Selic do Banco Central em 6,5 % ao ano. E daí? Os juros do cheque especial e dos cartões de crédito aos consumidores vão além de 300 % ao ano. A agiotagem e as arapucas financeiras mandam mais que o governo, ou governam mais que o governo.

A lenda do banqueiro de olho de vidro não é lenda, é real. O olho de vidro tem mais calor humano. O olho de vidro nomeia e demite ministros nesta República de Banqueiros. Faz parte do show da ditadura do sistema financeiro parasitário.

O crime perfeito existe: a dívida pública na casa dos 3,55 trilhões de reais, igual a 3.550 gigas denários. O Brazil deve aos banqueiros e os banqueiros devem ao Brazil. Os brasileiros devem a si mesmos, pois o dinheiro dos banqueiros sai do bolso de todos nós. É um nó nas tripas.

Ao passear na Esplanada dos Monastérios e presenciar as cenas de nudismo no Ministério Pornô dos Juros e da Fazenda dos Banqueiros, um gurizinho gritou: “Os goelas da República estão nus”.

Os goelas mandaram capar o gurizinho, multá-lo, esfolá-lo e enquadra-lo nos crimes de lesão tributária

Deixe uma resposta