Deixe um comentário

Como o comando vitorioso comemora a vitória

Carlos Brickmann

 Como é que gente do comando vitorioso se comporta após a vitória? O ministro das Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, abordado por um repórter do programa CQC, deu um soco no microfone e foi embora. A presidente reeleita Dilma Rousseff, na Rede Record, foi grosseira com a jornalista Adriana Araújo, que lhe perguntou se o presidente do Bradesco, Luiz Trabuco, seria o próximo ministro da Fazenda.

Dilma: “Você está lançando um nome, Adriana?” E, voltando-se para quem estava no estúdio, debochou: “Ela está lançando um nome!”

Logo depois, na Globo, a presidente voltou a seu estilo habitual: criticou o eleitor de São Paulo por reeleger o governador Alckmin e a imprensa por, segundo ela, não realçar o risco da falta dágua. “Fosse com qualquer Governo da situação, nós seríamos criticados diuturna e noturnamente”.

Pois é: Governo só pode ser da situação. Se fosse da oposição, não seria Governo. E “diuturnamente” não tem nada a ver com dia: quer dizer “por longo prazo”. É o que dá permitir que o marqueteiro João Santana vá para longe, Paris, tirar alguns dias de férias

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: