Deixe um comentário

Propaganda: TSE veta Abril de uso da Veja contra Dilma

 O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu liminar que proíbe a editora Abril, responsável por publicar a revista Veja, de fazer propaganda em qualquer meio de comunicação da reportagem de capa segundo a qual a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teriam conhecimento do esquema de corrupção da Petrobras.

Para a campanha petista, uma eventual publicidade do caso tem por objetivo único beneficiar a candidatura do tucano Aécio Neves. Em caso de descumprimento da liminar, os advogados de Dilma cobram a aplicação de multa de R$ 1 milhão por veiculação proibida.

A campanha da presidente argumentou ainda que a revista Veja antecipou sua edição em dois dias com a ‘nítida intenção de tumultuar a lisura do pleito eleitoral do próximo domingo (26)’. Citam ainda que a revista teria postado no Facebook dela, com 5,4 milhões de seguidores, notícia com o título ‘Tudo o que você queria saber sobre o escândalo da Petrobras: Dilma e Lula sabiam’. Essa propaganda teria sido reproduzida na página oficial do PSDB, partido do adversário na disputa ao Palácio do Planalto, também na mesma rede social.

Em parecer, o procurador-geral Eleitoral, Rodrigo Janot, manifestou-se a favor da campanha da Dilma. Para Janot, diante da iminência da realização de uma propaganda eleitoral irregular é necessário proibir a divulgação das publicidades sob pena de acarretar ‘prejuízo irreparável ao equilíbrio e (à) lisura do pleito’. (Do Estadão conteúdo)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: