Deixe um comentário

Parece que compensa: a fortuna de Cachoeira

 

 

 

 

 

 

 

A PF enviou ao Congresso, durante a CPI do Cachoeira, um relatório completo do patrimônio do bando do bicheiro.

Uma fortuna formada por 36 fazendas e chácaras, 58 apartamentos, treze casas, dezoito prédios e salas comerciais, 74 terrenos, 51 veículos de passeio, 32 motos, quatro caminhões, 21 empresas e 3 415 cabeças de gado.

No relatório, o valor estimado desses bens era de 167 milhões de reais.

Recentemente, a Justiça Federal decretou a perda dos bens de cinco integrantes do bando (incluindo Cachoeira) — uma bolada estimada em 100 milhões de reais. Há, portanto, muita gordura para queimar.(Lauro Jardim – VEJA)

Jurisprudência especial

Paulo Moreira Leite – ISTOÉ

Uma cena incomum em um presídio maranhense. Preso pela morte do jornalista Décio Sá e acusado de comandar esquema de agiotagem envolvendo prefeituras do Maranhão, o empresário Gláucio Alencar deixou o presídio militar, chamado “Manelão”, onde cumpre prisão preventiva, e se dirigiu ao gabinete do corregedor-geral do Tribunal de Justiça maranhense, Cleones Carvalho Cunha. Depois da longa conversa a portas fechadas, voltou para a cela. O irmão do desembargador, Cleomar Carvalho Cunha (PSB), é prefeito deTuntum e já foi preso pela Polícia Federal em 2007. O corregedor diz que chamou oréu para ouvi-lo num processo administrativo sigiloso sem relação com o caso do agiota. Então tá.

 

ABL: Fernando Henrique Cardoso pode virar imortal

Há um movimento para que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ocupe uma cadeira na Academia Brasileira de Letras, onde faria companhia, por exemplo, a nomes como Merval Pereira. A nota foi publicada na coluna de Ancelmo Gois, no Globo. Leia abaixo:

O acadêmico Marcos Vilaça lidera um movimento que pretende lançar a candidatura de Fernando Henrique para a Academia Brasileira de Letras.

É para a cadeira vaga com a morte, ontem, do escritor João de Scantimburgo.  (BR247)

 

Argentina vence brasileiros: nota máxima em português

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 A aluna Martina Mizraje, 17 anos, argentina que estuda em São Paulo no colégio britânico St. Francis College há dois anos, recebeu o prêmio da “Cambridge International Examinations” pela nota máxima em uma prova de proficiência em língua portuguesa, nesta semana. Além de concorrer com estudantes brasileiros, Martina enfrentou outros 400 alunos de sete países como Inglaterra, Portugal e Dubai que também prestaram o exame.

Estes testes de proficiência são preparados pela própria Universidade de Cambridge e permitem que alunos de nacionalidades diversas testem suas habilidades em línguas estrangeiras. Os exames Internacionais de Cambridge são aplicados em alunos, de 5 a 19 anos, de instituições que aplicam a metodologia britânica de ensino no país.

Janet Morris, diretora de comunicações do programa de Cambridge, espera o teste aprimore os estudos dos alunos estrangeiros que se dedicam à língua portuguesa.

— Esse é um reflexo do enorme potencial existente no Brasil, não só dos alunos como dos educadores — afirmou Morris.(Informações de O GLOBO)

10% ou nada: é o limite mínimo para Eduardo sair candidato

 
O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), só levará adiante sua candidatura à Presidência se tiver no mínimo 10% das intenções de voto nas pesquisas em outubro. Caso contrário, sai da corrida. A informação é de Igor Paulin, na coluna política da revista ÉPOCA.
Segundo o colunista, em conversas com seus aliados, Eduardo Campos vincula seu êxito à campanha do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Se Aécio engrossar o caldo em cima da presidente Dilma Rousseff, ele poderia aparecer como uma terceira via. Apesar das dúvidas, Campos já tem um estado-maior de campanha: o marqueteiro Diego Brandy, o secretário nacional do PSB, Carlos Siqueira, e a gaúcha Mari Matos.(Igor Paulin – ÉPOCA)

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: