Deixe um comentário

Jarbas diz que Dilma perdeu 2012 e caminha para perder 2013


Veja a íntegra do discurso

Dois dos aspectos mais autoritários desses 10 anos do Governo do PT são o desrespeito ao papel da oposição e a manipulação dos fatos que lhes são desfavoráveis, na tentativa de responsabilizar os adversários por seus próprios erros. Tamanho cinismo tem poucos precedentes na história política do País.

O exemplo mais recente desse tipo de comportamento diz respeito à Petrobras, maior empresa do Brasil e um patrimônio do povo brasileiro – um patrimônio respeitado, inclusive, pelos generais que governaram durante a ditadura militar.

A Petrobras é uma construção coletiva do Brasil, de gerações, de diversos governos diferentes. São cerca de 5 milhões de investidores que colocaram suas economias em ações da empresa. Existe um número maior ainda de homens e mulheres que trabalham em empresas que prestam serviço à Petrobras.

Sempre é bom lembrar que coube ao Governo do Ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso tomar a iniciativa, no ano 2000, de permitir que os Brasileiros adquirissem ações da Petrobras por meio de recursos do FGTS. A Petrobras não foi fundada em janeiro de 2003, data na qual o PT tenta estabelecer como o “novo” descobrimento do Brasil.

O Brasil já existia antes do PT e sou otimista ao acreditar que ele continuará existindo após o PT.
Senhor Presidente,

São públicas e conhecidas as informações dando conta de que a Petrobras vem enfrentando diversas dificuldades, principalmente por causa da gestão temerária que existiu até a posse da atual Presidente da estatal, a Senhora Maria das Graças Silva Foster, que me parece ser uma executiva responsável e deseja sinceramente o melhor para a Petrobras.

O fato é que a herança recebida pela Senhora Foster levou a maior empresa brasileira a um quadro no qual a produção de petróleo está em baixa, os custos da operação cresceram, a dívida pipocou e o lucro caiu. Em qualquer local do planeta esta é uma situação que aponta para a incompetência plena dos gestores que administraram a Petrobras até janeiro de 2012.

E o que os petistas fazem diante desse quadro? Acusam a oposição de querer privatizar a Petrobras. Afirmam que a mídia quer destruir a empresa.

Mentem descaradamente, Senhoras e Senhores Senadores. Quem privatizou a Petrobras foi o atual Governo ao colocar uma companhia pública para defender e financiar os interesses políticos, eleitorais e até ideológicos do PT.

Não deixa de ser simbólico e representativo que durante os 59 anos de existência da Petrobras a empresa só tenha tido nesse período três quedas na produção de petróleo. A primeira foi em 1990, durante o Governo Collor. A outras duas no Governo do PT: em 2004 e em 2012.
O que o PT vem fazendo na Petrobras é parecido com o que Hugo Chávez fez com a PDVSA, ao usar a petroleira como se ela fosse um cheque especial do Governo, utilizado de forma irresponsável. O uso político dos recursos e da estrutura da Petrobras fez com que a estatal brasileira apresentasse o pior desempenho entre as 10 maiores empresas petroleiras do mundo, com a queda expressiva da rentabilidade e o crescimento da dívida.

O recente aumento no preço dos combustíveis mostra o descontrole ao qual chegou a gestão da Petrobras. Durante anos, o Governo petista obrigou a Petrobras a não aumentar os preços da gasolina, do álcool, do diesel.

De nada adiantou a manipulação governamental, pois enquanto o Ministro Guido Mantega diz que a inflação está sob controle, qualquer pessoa que vai à feira, ao supermercado ou à padaria sabe que essa é mais uma mentira do Governo. No Recife, por exemplo, a inflação tem sido ainda mais alta por causa da seca que elevou tremendamente o preço de quase todos os alimentos.

Em resumo: o Governo do PT quebrou as finanças da Petrobras e não controlou a inflação.

Não será fácil para a Senhora Graça Foster remover os “esqueletos” deixados pela gestão anterior. Um desses problemas é a necessidade, cada vez maior, de importar combustíveis para abastecer o mercado interno. Uma realidade que vai de encontro ao marketing governamental que vendeu para os brasileiros a autossuficiência em petróleo.

Senhor Presidente,

Não poderia vir hoje a esta tribuna e deixar de comentar também o resultado pífio do Produto Interno Bruto do Brasil em 2012, que cresceu apenas 0,9% – um índice parecido com aqueles de países europeus que estão no “olho do furacão” da crise financeira internacional. Na realidade, o nosso País, infelizmente, obteve um índice inferior à média do crescimento de países desenvolvidos, que foi de 1,3%.

Além disso, o PIB do Brasil em 2012 foi menor do que a média das economias emergentes, de 5,1%, e do que a média mundial, de 3,2%. Ficamos abaixo do resultado de todos os outros países dos chamados BRICS, pois a Rússia obteve 3,6%, contra 7,8% da China e 4,5% da Índia e da África do Sul.

O irônico é que o Governo do PT tenta dourar a pílula, ao citar outros indicadores que consideram positivos, subestimando o peso de um “pibinho”. No entanto, há pouco mais de um ano, esse mesmo Governo fez questão de destacar o PIB positivo, quando o Brasil ultrapassou a Grã-Bretanha no ranking das maiores economias mundiais.

Infelizmente, o Governo Dilma Rousseff já perdeu 2012 e caminha também para perder 2013, com inflação em alta, e, no caso específico da minha Região, o Nordeste, com uma seca que vem destruindo a economia regional e empobrecendo ainda mais a população rural.

Os pequenos produtores rurais nordestinos estão sendo transformados em meros beneficiários das políticas compensatórias do Governo.

Abandonar o Nordeste à própria sorte – como vem sendo feito pelo Governo Federal – nada tem a ver com acabar com a pobreza no Brasil. É isso que o Governo do PT vem fazendo. Em Pernambuco, a estiagem começou afetar também a Região Metropolitana do Recife. Essa realidade é o inverso do que diz o marketing e a propaganda governamentais.

fonte:blogjamildo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: