Danilo prevê derrota do Governo Federal

O deputado federal Danilo Cabral (PSB-PE) acredita que o governo Michel Temer (PMDB) não terá votos suficientes para aprovar a Reforma da Previdência. Nas suas contas, o governo deverá somar 240 votos a seu favor, o que não lhe garante a vitória. “O governo está fazendo uma conta que tem 280 votos. Na prática, o que a gente viu ontem na votação sobre a indústria de petróleo foi que eles tiveram apenas 240 votos. E é isso que achamos que ele tem, no limite. Ainda falta muito pra garantir essa aprovação”.

Danilo explicou que o seu partido fechou questão contra a Reforma Previdenciária, como fez anteriormente com a Trabalhista. “Temos questionamentos da forma como está se dando este debate e quanto ao próprio conteúdo. Existem informações que precisam ser checadas. O governo diz que tem um rombo nas contas da Previdência Pública lá de trás, mas discordamos porque a metodologia do governo não bate com a metodologia que deve ser usada”.

Outro argumento dos socialistas é que o brasileiro não pode pagar uma conta que não foi ele que produziu. Danilo Cabral relembrou o comportamento do Governo Federal no Congresso, ao afirmar que Temer teria dado anistia a débitos previdenciários para deputados ruralistas, com o intuito de comprar votos para garantir sua vitória.

“Essa semana o que a gente viu aqui foi a renúncia fiscal que o presidente Temer deu a exploradoras de petróleo internacional, que vão ter desoneração de pagamento de imposto e contribuição sobre os lucros líquidos. Isso vai quebrar a indústria nacional e tirar um trilhão das contas públicas. A contribuição social sobre o lucro líquido (CSLL) serve para financiar atividades sociais e o governo está abdicando dela. Onde está o rombo”, questionou.

O PSB faz uma mobilização nesta tarde reunindo lideranças do partido e obstruindo a pauta da Câmara dos Deputados. A ideia é reforçar a articulação contra a aprovação da Reforma Previdenciária.

Deixe uma resposta