Deixe um comentário

Ministro que livrou Temer no processo de cassação da chapa diz que apanhou da esposa

Ministro que livrou Temer no processo de cassação da chapa diz que apanhou da esposa

O ministro Admar Gonzaga, do TSE, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) e à Procuradoria-Geral da República, sua versão sobre a acusação de ter agredido sua esposa.

Em defesa por escrito, ele negou ter batido em Elida Souza Matos. Disse que agiu na tentativa de se proteger da esposa, que o teria arranhado, causando-lhe “marcas permanentes”.

Para comprovar a sua tese, anexou fotos dos machucados (veja acima e abaixo).

Segundo o documento assinado por Gonzaga, com data de segunda-feira (9/10), Elida teve uma “grave crise de ciúmes”.

Ainda de acordo com o magistrado, antes da briga, a mulher teria “degustado algumas taças de vinho a mais, sem a devida alimentação”.

A ocorrência foi registrada pela polícia como violência doméstica, injúria e lesão corporal. Por ter foro privilegiado, o inquérito foi remetido ao STF, onde está sendo relatado pelo ministro Celso de Mello.

Com informações do Metrópoles

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: