Deixe um comentário

Ministério Público e Federal reabrem investigação antiga contra Lula

O então presidente Lula e o ex-ministro Palocci no Planalto em 2006

Além de ser réu em seis processos da Operação Lava-Jato, agora mais um problema para o ex-presidente Lula na justiça: a Polícia Federal e o Ministério Público do DF decidiram reabrir investigação contra ele. Refere-se a um antigo processo no qual é acusado de receber sete milhões de dólares da Portugal Telecom para, segundo suspeitas, quitar dívidas de campanhas do Partido dos Trabalhadores nas eleições de 2004.

Consta que o publicitário mineiro Marcos Valério – que cumpre pena de quarenta anos por participar do esquema de corrução no Escândalo do Mensalão, no governo Lula – fez a denúncia em 2013. Depois de três anos de investigações, o processo foi arquivado por falta de provas, com a concordância dos ministérios públicos brasileiro e português.

Marcos Valério disse à época da apuração do caso que o ex-presidente Lula teria participado de uma reunião no Palácio do Planalto com dois de seus então ministros, José Dirceu e Antonio Palocci, na qual ficou acertado com o à época presidente da Portugal Telecom, Miguel Horta, o recebimento dos valores. Todos negaram a existência de tal encontro.

Agora, porém, a Câmara de Combate à Corrupção da Procuradoria-Geral da República achou necessário retomar as investigações. O procurador Ivan Marx, sediado no Distrito Federal, ficará responsável pelo novo curso do processo. A assessoria de Lula diz, em nota, que “As acusações de Marcos Valério foram feitas em 2012 e investigadas por 3 anos. Ambos os Ministérios Públicos de Portugal e do Brasil pediram o arquivamento delas por total falta de provas. Não há nada, portanto, que justifique a reabertura dessa investigação agora”.

 

Os Divergentes /Orlando Brito

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: