Deixe um comentário

PF diz à Justiça que não tem tornozeleira para Geddel na Bahia

Desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região (TRF1), havia dado prazo de 48 horas para a Polícia Federal instalar o monitoramento no ex-ministro, que ganhou regime domiciliar em Salvador

Por Julia Affonso, Luiz Vassallo e Fábio Serapião

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: