Deixe um comentário

CTTU e PM terão que apresentar propostas concretas sobre atuação de flanelinhas

Ministério Público também chamará outros órgãos e secretarias para debater problema

Peu Ricardo/Folha de Pernambuco

“Guardadores” são constantemente alvos de denúncias

Folha de Pernambuco

Foi realizada, na tarde desta segunda (3), uma audiência pública sobre a atuação de flanelinhas nas vias da do Recife. Casos de práticas abusivas e insegurança foram relatadas no encontro, que foi convocado pelos promotores de Justiça da Capital, Westei Conde e Áurea Roseana Vieira, e contou com a presença de representantes da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) e da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE).

Na reunião, realizada na sede das promotorias da Cidade, cada órgão apresentou suas atribuições no que diz respeito à atividade dos flanelinhas, alegando que não cabe apenas a uma instituição fiscalizar ou coibir a presença dos guardadores. “Temos denúncias de verdadeiros empresários donos das vagas que vivem da comercialização do espaço público”, disse a promotora Áurea Roseana.

Na reunião, a presidente da CTTU, Taciana Ferreira, destacou ações desenvolvidas pelo órgão como forma de reforçar a fiscalização ao estacionamento irregular e os estudos de novas tecnologias no uso da Zona Azul.

Ao final da audiência, ficou deliberado que cada órgão, dentro das suas atribuições, deve elaborar propostas concretas para responder à atuação dos flanelinhas. As sugestões deverão ser debatidas em uma nova audiência pública, marcada para o dia 10 de dezembro.

Também serão convidados para o novo encontro o secretário de Defesa Social do Estado, os secretários municipais de Mobilidade e Controle Urbano, Segurança Urbana e Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, além de representantes da PMPE e da Polícia Civil.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: