Deixe um comentário

O homem que literalmente moveu uma montanha sozinho

Essa é uma daquelas histórias inacreditáveis e extremas, que nos inspiram e nos impactam de alguma forma, pois é difícil conhecer pessoas com tamanha determinação em ajudar os outros. Ele ficou conhecido como o “Homem Montanha”, numa história que levou 22 anos para ser concluída.

 

Dashrath Manjhi vivia na pequena aldeia de Gahlour, em Bihar, na Índia, que tinha uma única estrada de 43 km a ligar ao hospital, escola e supermercados mais próximos. Quando sua esposa adoeceu, não houve tempo suficiente para levá-la ao médico indo pelo único caminho disponível, o que resultou em sua morte.

Manjhi decidiu que nenhum outro em sua aldeia deveria sofrer a perda de um ente querido, simplesmente porque eles não podiam chegar a uma ajuda médica necessária a tempo. Em 1960, Manjhi começou a esculpir e abrir o caminho em uma montanha que causou problema durante séculos – o governo nunca havia feito nada para ajudar a população e facilitar suas vidas. Ele então resolveu fazer tudo sozinho.

Usando formão, martelo e uma pá, ele esculpiu incansavelmente, durante 22 anos, a montanha e desde então crianças que antes tinham que andar mais de oito km para chegar a escola em um terreno perigoso, agora andam menos de três. Pessoas de mais de 60 aldeias usam a estrada artesanal de Manjhi todos os dias.

Veja como ficou a estrada depois do inacreditável feito desse homem:

montanha

dashrath

dashrat-manjhi-road

Dashrath-Manjhi (1)

montanha10

Ele nunca recebeu qualquer reconhecimento do governo indiano pela sua realização, apenas um funeral de estado, depois que ele faleceu, em 2007, aos 80 anos, em consequência de um câncer.“O que eu fiz está lá para todo mundo ver. Quando Deus está com você, nada pode pará-lo”, disse Dasrath Manjhi certa vez.

Muitos de nós perguntam o motivo deste homem ter assumido essa tarefa tão dura sozinho, e muitos dizem que a estrada foi a forma de Manjhi lidar com a morte da esposa, foi o seu luto, a sua maneira de transformar tamanha dor em alguma alegria para os outros. Este é, com certeza, um ser iluminado.

Abaixo um mini-documentário feito quando ele ainda era vivo, chamado The Man From Gahlour, com legendas em inglês:

 

fonte:hypeness

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: