Mandato: Dilma ironiza propostas de Marina e Aécio

 

Defendido pela presidenciável derrotada Marina Silva (PSB) como um dos pontos que o candidato do PSDB, Aécio Neves, deveria acrescentar no programa para receber o apoio da ex-ministra, o fim da reeleição foi ironizado ontem pela presidente Dilma Rousseff (PT). Antes de participar de um evento em prol de um plebiscito para a reforma política, a petista disse que a proposta do tucano não está clara. “É uma renegociação para aumentar para cinco anos e depois prorrogar? É do tipo que tem que ir para a mesa clarinha para a gente se pronunciar”, disse. “Ninguém consegue fazer um governo efetivo com quatro anos. Com cinco? Pode ser, eu não sei”, completou.

A proposta de reforma política, segundo ela, só seguirá adiante se for encampada pela população em um plebiscito. Ela defende o financiamento público de campanha e por meio de pessoas físicas, além do fim das coligações proporcionais. Ainda de acordo com ela, só é possível combater a corrupção com uma reforma. “Não haverá outra forma, por mais que a gente tenha mudado as práticas, porque não aparelhamos a Polícia Federal, como fizeram em outros governos tucanos”, alfinetou.(Do Correio Braziliense)

Deixe uma resposta