Deixe um comentário

Odeio negros’. MP quer barrar procurador racista

‘Odeio judeus, negros e, principalmente, nordestinos’

Condenado em agosto pelo crime de racismo, o procurador federal Leonardo Lício do Couto(foto) é alvo de representação do Ministério Público de Contas, que quer impedi-lo de tomar posse como defensor público do Distrito Federal. Ele foi condenado a dois anos de prisão, mais tarde revertidos para pena alternativa e multa. As informações são do jornal Correio Braziliense.

Em um fórum na internet, Lício do Couto teria feito os seguintes comentários: ‘Apesar de ser anti-semita, endosso a opinião do Mossad’. Logo após o usuário ‘Almeida Júnior’ questionar o motivo de o acusado ser anti-semita, o procurador respondeu: ‘Na verdade, não sou apenas anti-semita. Sou skinhead. Odeio judeus, negros e, principalmente, nordestinos’.

No decorrer dos comentários, verifica-se que o acusado proferiu, ainda, as seguintes declarações: ‘Não, não. Falo sério mesmo. Odeio a gentalha à qual me referi. O ARGUI deve pertencer a um desses grupos que formam a escória da sociedade’. Por fim, após comentário de ‘Almeida_Júnior’ sobre a falta de coragem para eliminá-lo, o acusado disse: ‘Farei um serviço à humanidade. Menos um mossoroense no mundo’.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: