Salão: Planalto vai ter barba, cabelo e bigode

 O Palácio do Planalto abriu concorrência para um salão de beleza ocupar duas salas no térreo. A empresa, que vai atender ‘servidores da Presidência da República e funcionários terceirizados’, deverá pagar R$ 295 por mês pelo espaço. Barbeiros, cabeleireiros, manicures e depiladores terão que ir a gabinetes, ‘quando solicitados’, para servir autoridades como presidente, vice, ministros e embaixadores. A informação é de Mônica Bergamo, hoje, em sua coluna da Folha de S.Paulo.

O corte de cabelo não deve passar de R$ 16,42, de acordo com a licitação. A Presidência estima que serão 140 cortes masculinos e 20 femininos por mês. Para aparar o bigode, o preço deve ser de até R$ 5 — o serviço será executado três vezes por mês, pela previsão do governo.

Deixe uma resposta