Deixe um comentário

Justiça eleitoral nega direito de resposta a João Paulo

No último dia do guia eleitoral a Justiça Eleitoral negou o direito de resposta que João Paulo queria dentro do programa de Fernando Bezerra Coelho (PSB). Na segunda-feira (29) Fernando se defendeu dos ataques que vinha sofrendo no guia do petista.

Após analisar o programa de Fernando, o desembargador eleitoral Marcelo Navarro Dantas negou a representação de João Paulo. “Não vislumbrei, em nenhum momento, qualquer ofensa que possa caracterizar calúnia, injúria ou difamação, como também não há elementos que permitam inferir que houve alegação de fato sabidamente inverídico. Junte-se a isto a falta de especificação, na exordial, da ofensa que se pretende ser reparada”.

A decisão foi publicada no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

“João Paulo usou o seu guia eleitoral para atacar Fernando e dizer que ele está se apropriando daquilo que ele não ajudou a construir. Nossa campanha tem sido pautada por propostas, por defender o legado de Eduardo e apresentar a trajetória política de Fernando, que foi prefeito de Petrolina por três vezes, e transformou a cidade. Que, a convite de Eduardo, foi presidente de Suape e secretário de Desenvolvimento, que representou Pernambuco como ministro da Integração Nacional e que ao deixar o cargo, teve o seu trabalho elogiado tanto pela presidenta Dilma, como pelo ex-presidente Lula. Atacar Fernando é atacar a trajetória de um político respeitado em todo o País. É também atacar a obra e a memória de Eduardo. João Paulo pensa que o Recife vai esquecer que ele deixou a cidade nas mãos de João da Costa. Da passagem de João Paulo pela Prefeitura, ainda lhe restam 18 processos, entre a Justiça e o Tribunal de Contas”, diz o texto lido por uma apresentadora.

Nesta reta final, a campanha do senador ganhou o reforço do artilheiro e tetra-campeão mundial Romário. O baixinho é candidato ao Senado no Rio de Janeiro pelo PSB, mesmo partido de Fernando Bezerra Coelho. No vídeo gravado para Fernando, Romário afirma “Quando chegar ao Senado, quero bater um bolão com o 400 pernambucano, Fernando. Agora somos todos do mesmo time”.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: