VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO FIG 2013

Na foto o Vocalista Ortinho, da Banda Querosene Jacaré.
Lamentavelmente o FIG deste ano, serviu de palco para um ato de violência conta a mulher. Ortinho, vocalista da banda Querosene Jacaré, entoou frases e incentivo a violência sexual contra a mulher, “só respeitem as mulheres grávidas,nas outras podem meter o dedo no parreco, que elas querem dar. podem meter o dedo, que todo mundo quer foder.” Falou o cantor, durante show no palco pop, que aconteceu por volta da 20hs, no Parque Euclides Dourado, no ultimo sábado.
Segundo ONU – Organização das Nações Unidas , Qualquer ato de violência baseada em gênero que resulta em sofrimento físico, sexual ou psicológico, incluindo ameaças destes tipos de violência, coerção ou privação de liberdade, seja no âmbito público ou privado é considerado violência contra a mulher.
A responsável pela Coordenadoria da Mulher em Garanhuns, Eliane Simões, vai participar de uma reunião com integrantes do Governo Municipal, para elaborada uma nota de repúdio à apresentação da Banda Querosene Jacaré, quando o vocalista Ortinho entoou frases de incentivo a violência contra a mulher.
“O comportamento do vocalista da banda foi ultrajante e nossa determinação é no sentido de que o mesmo seja banido para sempre do nosso Festival. Estudaremos medidas legais que serão tomadas contra a atitude vergonhosa e desrespeitosa dessa banda, contra as mulheres de nossa terra”, revelou a Coordenadora da Mulher.Diante de toda essa polemica, acredito que Participar na batalha pela eliminação da violência contra as mulheres é, ao mesmo tempo, um dever cívico e uma exigência ética.A violência contra a mulher pode se manifestar de várias formas e com diferentes graus de severidade. Estas formas de violência não se produzem isoladamente, mas fazem parte de uma seqüência crescente de episódios, do qual o homicídio é a manifestação mais extrema
Conheça os tipos de violência contra a mulher! A informação é a melhor arma contra esse mau
Violência de gêneroViolência de gênero consiste em qualquer ação ou conduta, baseada no gênero, que cause morte, dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico à mulher, tanto no âmbito público como no privado. A violência de gênero é uma manifestação de relações de poder historicamente desiguais entre homens e mulheres, em que a subordinação não implica na ausência absoluta de poder.
Violência intrafamiliarA violência intrafamiliar é toda ação ou omissão que prejudique o bem-estar, a integridade física, psicológica ou a liberdade e o direito ao pleno desenvolvimento de outro membro da família. Pode ser cometida dentro ou fora de casa por algum membro da família, incluindo pessoas que passam a assumir função parental, ainda que sem laços de consangüinidade, e em relação de poder à outra. O conceito de violência intrafamiliar não se refere apenas ao espaço físico onde a violência ocorre, mas também às relações em que se constrói e efetua.
Violência domésticaA violência doméstica distingue-se da violência intrafamiliar por incluir outros membros do grupo, sem função parental, que convivam no espaço doméstico. Incluem-se aí empregados(as), pessoas que convivem esporadicamente, agregados. Acontece dentro de casa ou unidade doméstica e geralmente é praticada por um membro da família que viva com a vítima. As agressões domésticas incluem: abuso físico, sexual e psicológico, a negligência e o abandono.
Violência físicaOcorre quando uma pessoa, que está em relação de poder em relação a outra, causa ou tenta causar dano não acidental, por meio do uso da força física ou de algum tipo de arma que pode provocar ou não lesões externas, internas ou ambas. Segundo concepções mais recentes, o castigo repetido, não severo, também se considera violência física.
Violência sexualA violência sexual compreende uma variedade de atos ou tentativas de relação sexual sob coação ou fisicamente forçada, no casamento ou em outros relacionamentos.A violência sexual é cometida na maioria das vezes por autores conhecidos das mulheres envolvendo o vínculo conjugal (esposo e companheiro) no espaço doméstico, o que contribui para sua invisibilidade. Esse tipo de violência acontece nas várias
classes

sociais e nas diferentes culturas. Diversos atos sexualmente violentos podem ocorrer em diferentes circunstâncias e cenários. Dentre eles podemos citar:

Violência psicológicaÉ toda ação ou omissão que causa ou visa causar dano á auto-estima, à identidade ou ao desenvolvimento da pessoa. Inclui:

Violência econômica ou financeiraSão todos os atos destrutivos ou omissões do(a) agressor(a) que afetam a saúde emocional e a sobrevivência dos membros da família. Inclui:
Violência institucionalViolência institucional é aquela exercida nos/ pelos próprios serviços públicos, por ação ou omissão. Pode incluir desde a dimensão mais ampla da falta de acesso à má qualidade dos serviços. Abrange abusos cometidos em virtude das relações de poder desiguais entre usuários .
fonte:blogmulherdecorpointeiro

17 comentários em “VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO FIG 2013

  1. Acontece o tempo todo com os pagodeiros baianos e sua musicas, e os shows são lotados de mulheres, quem mais compra cd dessas bandas são mulheres, tem fazer uma campanha pra que as vitimas tmb tenham vergonha na cara, e lugar de vagabundo não é no palco é na cadeia

  2. O FIG agiu como deveria. Parabéns ao FIG e fora com esse contorzinho e banda.

  3. É realmente lamentável que ainda tenhamos que ouvir baboseiras desse tipo e não se iludam, esses sujeitos que falam “issos” sempre acreditam no que dizem, infelizmente…

  4. Este idiota deve ser recalcado e nunca teve uma mulher de verdade. Certamente ele não tem esposa e muito menos uma filha e não deve ser chamado de homem e sim de canalha.

  5. Ortinho, Nós mulheres estamos envergonhadas com tua atitude.
    Nao adianta pedir desculpas e continuar com as mesmas sandices.
    As mulheres de qualquer parte do mundo merecem respeito e elas falam pra vc;
    FORA!! FORA!!!!!FORA!!!!FORA!!!!!

  6. É incrível como algumas mulheres aplaudem muitas músicas que só depreciam de forma cretina a figura da mulher … É incrível como algumas mulheres dançam e cantam tais músicas de forma pertinente…Fica difícil pois só uma minoria de mulheres não dá apoio a tais músicas…

  7. Tudo bem o que o cara falou não tem nada haver. Mas, partindo de Ortinho, aida por cima num palco ,não deve ser tomado ao pé da letra.Ele devia estar pra lá de Bagdá e queria mais era provocar a platéia e gerar polêmica . Coisas de Ortinho, que não faz mal a ninguém.

  8. Eu, acho o seguinte, o que Ortinho fez não é nem um pouco lindo de se ouvir. No caso do FIG, eu acho que a sinceridade do artista foi para além. De fato no mínimo deselegante por ter sido tão “crú”. Porém, as músicas de Gustavo Lima, Teló, MC Catra e etc, dizem o que mesmo das mulheres???? O problema é que Ortinho falou do “crú” e esses outros dizem do “cozido”. Ta tudo na mesma panela e o que sobra dos que abominam isso dito por Ortinho pra depois dançar o “para pa pa” de Teló é hipocrisia.

  9. Esse Ortinho é um nojento , se acha algo que não é , não sei como ele ainda tem fan …

  10. Essa não é a primeira vez. A questão, é q dessa vez foi em cima do palco mas quem o conhece sabe q no dia a dia, ele não respeita ninguém. As pessoas sempre fizeram vista grossa mas ele sempre foi assim. Pode estar arrependido d ter dito no microfone em pleno palco mas não d pensar e agir, sempre assim

  11. Conheço Ortinho e sei do seu potencial como excelente compositor e poeta, sempre brincando com as palavras e interagindo e criando sempre coisas boas e belas, foi infeliz no que disse e tenho certeza que está arrependido. Merece um “puxão” de orelha. Nada além disso. Todos nós um dia, falamos e fazemos algo que nos arrependemos. Ortinho é um cara do bem. Garanto.

  12. A mãe dele não foi assistir o simplório show.

  13. Ele se acha e é baixo, desrespeitador em qualquer lugar. Palco ,bares, residências…….ninguém merece receber este idiota. Agora ele se achou

  14. mas que provado que ele nao é um profissional !!! recebe uma fortuna para cantar e sobe ao palco bebado ?se fosse um trabalhador seria demitido por justa causa mas so porque é artista acha que é bonito se apresentar bebado??? nao é a toa que essa banda caio muito nos últimos anos !!!!,

  15. A diferença é o público. Se o público de axé e pagode não se incomoda, aqui nós nos incomodamos. Ele é digno de pena. Inconveniente (pra ser sutil) “na vida real” e profissionalmente estava no limbo, quando tem uma chance de aparecer de novo faz isso. Agora, nêgo, é ladeira abaixo. E que fique lá.

  16. ORTINHO UMA OVA, DA DESCARGA NESSA COISA, QUANDO SE OLHA PARA TRAZ DIZ, EITA. VAI EMBORAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: