Deixe um comentário

LETRAS NO CAMINHO

Em 1915 ela foi testemunha de uma das maiores secas que o Nordeste já viveu. Com essas cenas na memória, Rachel de Queiroz escreve seu romance de estréia, “O Quinze”. Saiu do Ceará para o Rio de Janeiro, onde ficou amiga de escritores como José Lins do Rego, Graciliano Ramos e José Olympio. Comunista, crítica do partido, ela fez oposição ao governo de Getúlio Vargas. Mas conta, neste documentário, sua amizade com o general Castelo Branco nos anos da ditadura militar.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: