Deixe um comentário

Dono dos três cargos da linha sucessória da Presidência, PMDB faz convenção nacional neste sábado; Dilma deve comparecer

O PMDB, segundo maior partido da base aliada do governo federal, atrás do próprio PT, realiza neste sábado (2) convenção nacional para escolher seu novo presidente – o atual, licenciado, é o vice-presidente da República, Michel Temer. A convenção ocorre a partir das 9h em um hotel em Brasília.

Temer é o presidente do partido desde 2001, mas o senador Valdir Raupp (RO) é o presidente em exercício e quem ocupa cargo de fato. Além de Temer, são do PMDB o segundo e o terceiro postos na linha sucessória da presidente Dilma Rousseff (PT): o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN) e o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL).

A presidente Dilma Rousseff é esperada no evento. O Planalto não confirma a ida de Dilma ao evento, mas, nesta semana, a presidente se aproximou da sigla de seu vice. Na quarta-feira (27), Dilma se reuniu com o senador Eduardo Braga (PMDB-AM) e, à noite, foi a jantar oferecido por Temer. Na quinta-feira (28), também se reuniu com o vice-presidente no Palácio do Planalto e nesta sexta irá ao Rio de Janeiro, onde inaugura hospital com o prefeito Eduardo Paes, também do PMDB.

Além dos membros do Diretório Nacional (presidente, vice-presidente, secretários, tesoureiros), os peemedebistas escolhem ainda neste sábado os integrantes da Comissão de Ética e Disciplina, Executiva e Conselho Fiscal.

Está prevista ainda a eleição, pelo novo Diretório Nacional, da Comissão Executiva Nacional e do Conselho Fiscal do partido. Na pauta do encontro também está prevista a discussão de propostas de mudanças no estatuto da sigla.

Segundo o jornal “Valor Econômico”, os pemedebistas planejam mudar o estatuto durante o evento para permitir que Michel Temer possa reassumir o cargo. O atual estatuto proíbe que integrantes da executiva nacional acumulem suas funções com cargos no Executivo.

De acordo com dados do PMDB declarados ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e informações do site do partido, a legenda tem 15 milhões de simpatizantes e 2.420.327 de filiados. Ao final das eleições de 2012, o partido terminou o pleito com 1,95 milhão de votos recebidos, comandando um total de 30,7 milhões de habitantes em 1.024 cidades pelo Brasil. Além de cinco ministros do governo Dilma, o partido tem cinco governadores estaduais, 20 senadores e 78 deputados.

Além da convenção nacional, o partido realiza nesta sexta (1º) a convenção da Juventude do PMDB. O vice-presidente Michel Temer e o presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), confirmaram presença no evento, que terá a participação de delegados dos 27 diretórios estaduais da juventude.

Escândalos recentes

Parlamentares do PMDB estiveram envolvidos em uma série de escândalos recentemente. Na semana passada, o Ministério Público Estadual abriu 11 inquéritos para investigar o deputado Gabriel Chalita (SP) por suspeita de corrupção, enriquecimento ilícito e superfaturamento de contratos públicos.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: