Ontem e Hoje: PSB é entregue ao ex-prefeito Joaquim Lapa

Em uma reviravolta surpreendente, o vice-prefeito de Carpina, Marcelo Pascoal, foi pego de surpresa ao ser informado nesta quinta-feira (07) que o PSB local será entregue ao ex-prefeito Joaquim Lapa. Essa mudança abrupta sinaliza uma quebra de compromisso político e levanta questionamentos sobre a verdadeira natureza das alianças partidárias.

Marcelo Pascoal, que estava ligado ao PSB desde 2021, recebeu a sigla com a promessa de apoio ao partido e do deputado Pedro Campos em seu projeto de candidato à prefeitura de Carpina. No entanto, após o anúncio da entrega do partido a Joaquim Lapa, Marcelo expressou a sua decepção, destacando a sua liderança ao partido e ao deputado Campos. Ele afirma ter se sentido traído, mas ressalta sua determinação em continuar buscando sua candidatura, agora em outra sigla.

Diante dessa situação, o vice-prefeito optou por deixar o PSB e anunciou que não apoiará a candidatura de Joaquim Lapa. Ele reafirmou sua pré-candidatura e continuará suas conversas com apoiadores e simpatizantes de seu projeto político na cidade. Além disso, Marcelo Pascoal deixou claro que não mantém mais nenhum compromisso com o deputado federal Pedro Campos.

 O episódio em Carpina ressalta os desafios e as complexidades da política, onde as alianças podem ser frágeis e os interesses individuais podem prevalecer sobre os compromissos estabelecidos. A decisão de Marcelo Pascoal de continuar sua jornada política em outra sigla demonstra sua determinação em seguir adiante apesar dos obstáculos.