Deixe um comentário

Denúncia: se Temer sobreviver vai recompensar a base

 
Painel – Folha de S.Paulo
Nas conversas que teve com dirigentes partidários para pedir votos contra a denúncia de que é alvo, Michel Temer sinalizou que, se sobreviver, fará uma repactuação de sua base aliada. O presidente rediscutirá com todas as siglas espaços e participação no governo. A ideia seria “melhorar a qualidade das alianças”. No centro do rearranjo estará o PSDB, que acabou irritando não só ao Planalto mas às outras legendas que apoiam o governo com sua eterna indefinição.

Dois episódios irritaram sobremaneira o presidente e seus aliados. O “teatro” que teria levado ao afastamento inócuo de Bonifácio Andrada (PSDB-MG), relator da denúncia, da CCJ; e a posição na bancada tucana na votação do novo fundo eleitoral –a maioria optou pela rejeição da proposta.

O Planalto espera novo comportamento da bancada paulista do PSDB na apreciação da segunda denúncia. Puxados pelo secretário-geral do partido, Silvio Torres, os deputados Eduardo Cury, João Paulo Papa, Miguel Haddad e Vitor Lippi votariam com o presidente.

Todos eles são ligados ao governador de SP, Geraldo Alckmin (PSDB), que trabalha para ser candidato à Presidência em 2018.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: