Deixe um comentário

Janot recebe aluguel pago com auxílio-moradia que ajudou a conceder

 Resultado de imagem para procuradoria geral da republica

A Contas Abertas vem chamando a atenção nos últimos meses para alguns absurdos e curiosidades que acontecem na concessão do auxílio-moradia para magistrados de todo o país. Em carta aberta para a ministra Cármen Lúcia, a entidade está pedindo que seja pautado julgamento das liminares que liberaram o benefício que já custa quase R$ 5 bilhões aos cofres públicos.

Entre os casos polêmicos, como o fato dos beneficiados não precisarem comprovar despesas com moradia, reportagem de Ana Kruger para o site Poder 360 mostra que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, aluga 1 apartamento que possui em Brasília por R$ 4.000 mensais. Desde 2012, o inquilino é o secretário-geral do Ministério Público da União, Blal Dalloul. Ele recebe auxílio-moradia pago pela Procuradoria graças a despacho de Janot.

O Poder360 teve acesso ao contrato de locação. O documento foi assinado em dezembro de 2011 e começou a vigorar no ano seguinte. Vem sendo renovado até hoje.

Ato de Janot ajudou colega

Janot assumiu a PGR em 17 de setembro de 2013. Eis a sequência dos fatos:

  • novidade: Brasília incluída – a capital federal passou a ser uma das localidades nas quais procuradores passaram a ter direito ao auxílio-moradia (antes, vigorava uma outra norma, a portaria 657 de 2012, sem Brasília);
  • o auxílio-moradia para Blal Dalloul – ato contínuo, o procurador inquilino de Janot pediu e teve a vantagem concedida. A partir desse período, pagou o aluguel ao colega com o dinheiro recebido do Ministério Público. Hoje, o valor padrão atual do auxílio-moradia é de R$ 4.377,73 por mês.

“Luta pela sobrevivência”

O inquilino de Janot é 1 dos que elaborou a proposta de orçamento do MPF para 2018. Ao apresentar os números aos colegas procuradores, Blal Dalloul disse:

“Nosso desejo [do MP] de que esse orçamento seja a melhor referência para a futura gestão é um desejo até de sobrevivência. Porque o MP precisa continuar forte”.

Fez 1 discurso inflamado por mais verbas para a instituição. Assista ao vídeo (a partir de 9min).

Aluguel fora do padrão

O contrato entre Dalloul e Janot estabeleceu em 2011 o aluguel em R$ 4.000 mensais. Com as possíveis correções, o valor pode ter aumentado ao longo dos anos.

O Poder360 foi até o local. Descobriu que, em média, cobra-se cerca de R$ 2.500 por imóveis no edifício. As unidades do tipo padrão têm 70 metros quadrados.

Outro lado

O Poder360 entrou em contato com a assessoria de Janot e Dalloul. A PGR declarou em nota que “não existe impedimento legal de uma pessoa alugar imóvel a 1 conhecido” e que “o auxílio-moradia não tem relação com o contrato de aluguel do imóvel, por isso não existe conflito de interesse no caso“.

Na sua resposta, a PGR não mencionou o fato específico de Janot ter incluído em uma portaria a cidade de Brasília na lista das quais os procuradores poderiam requerer o benefício.

 

ContasAbertas

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: