Deixe um comentário

Gonzaga Patriota apoia protestos de caminhoneiros

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) apoiou em discurso na Câmara, ontem, os protestos dos caminhoneiros pelas estradas do país. Contra o aumento do preço dos combustíveis, os profissionais estão barrando o fluxo de caminhões em diversos trechos de rodovias federais e municipais em São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e Espírito Santo.

“Na hora em que os caminhoneiros quiserem parar esse país, vão fazê-lo. Espero que o Governo saiba disso! R$ 0,40 a mais pesa, e muito, no bolso destes trabalhadores”, destacou o socialista na tribuna.

O transporte terrestre é predominante no Brasil e 60% das mercadorias são transportadas por caminhões. Nas cidades, essa porcentagem aumenta para 95%, segundo a Agência Nacional de Transporte de Cargas (ANTC). De acordo com a entidade, o combustível representa 40% do custo de um frete e o aumento geralmente é repassado para o preço do transporte. O aumento do imposto do combustível poderá gerar um aumento de até 4% no preço do frete, segundo estimativa da agência.

Em nota, divulgada no último dia 27, Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) diz que a solução encontrada pelo setor é aumentar o frete em média 5%, passando o aumento do custo para o contratante. A Abcam afirmou que respeitaria a decisão daqueles que optassem pela greve, “entretanto solicita que a manifestação seja feita em casa, com os transportadores deixando de entregar suas cargas, e não bloqueando as rodovias”.

No mesmo discurso, Gonzaga Patriota também abordou a problemática dos cegonheiros de Pernambuco, que estão sendo prejudicados após a Fiat contratar profissionais de Minas Gerais para atuar no escoamento de veículos produzidos no estado. “O Estado deu tudo o que pode dar de incentivos fiscais e, lamentavelmente, contrataram uma empresa mineira. Não vamos permitir isso, caso contrário retiraremos os benefícios concedidos dados à fábrica. Temos um sindicato pernambucano e ele deve ser contratado”, destacou.

Segundo o presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos e Microempresas de veículos e congêneres de Pernambuco (Sintraveic-PE), Milton de Freitas, a diretoria da entidade aguarda audiência com o governador Paulo Câmara para tratar da questão.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: