Deixe um comentário

Carvalho: ‘Vitória da Câmara que não significa nada’

Após o PMDB da Câmara liderar uma rebelião da base aliada e, junto com a oposição, aprovar projeto que suspende os efeitos de decreto da presidente Dilma Rousseff sobre os conselhos populares, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse, hoje, que o governo não se abaterá com a derrota, definida por ele como uma “vitória de Pirro”, de uma “vontade conservadora de impor uma derrota política” para a presidente.

“É uma vitória de Pirro, quando o Congresso, de maneira persistente, insistente, acabou criando um decreto legislativo que derrota o decreto da presidente. Nada mais anacrônico, contra os ventos da história, nada mais do que uma tentativa triste de se colocar contra uma vontade irreversível do povo brasileiro, que é de participação”, comentou o ministro, ao discursar na abertura da 42ª Reunião do Conselho das Cidades, em Brasília.

“Aqueles que votaram a favor desse decreto legislativo que derruba o decreto de participação social foram exatamente contra uma lógica: o povo brasileiro não aceita uma postura de mero espectador.” Ao todo, o governo federal conta com 35 conselhos, que enfrentam uma série de dificuldades de funcionamento, como falta de transparência, reuniões pouco produtivas e critérios questionáveis na escolha de representantes.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: