Primeiro turno: Dilma e o sonho quase (im)possível

 A campanha de Dilma Rousseff fez um cálculo, com base nas pesquisas já divulgadas pelos grandes institutos e nas duas sondagens internas e diárias que faz no país. E concluiu que está a 2,9 pontos percentuais de vencer a eleição no primeiro turno. Poucos, no entanto, acreditam que até o fim da semana ela consiga vencer a diferença. Quem revela é Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo desta quarta-feira. E detalha, a colunista:

‘Vai ter segundo turno, não adianta torcer. Vocês não vão sair de férias, vão ter que trabalhar’, diz Rui Falcão, presidente do partido, em tom de brincadeira aos repórteres que questionam se ele acredita que Dilma liquida a fatura no dia 5.

Além da possibilidade de Marina recuperar pontos e de Aécio subir até domingo, as intenções de votos em Dilma podem não se concretizar na urna em sua totalidade. Historicamente, o candidato à frente nas pesquisas é o mais prejudicado pela grande abstenção do eleitorado.

Deixe uma resposta