POEMA DO DIA

CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

Cota Zero

Stop.
A vida parou
ou foi o automóvel?

stop

Deixe uma resposta