Proposta para permitir alguns drinques antes de dirigir gera tensão

    Proposta para permitir alguns drinques antes de dirigir gera tensão



Kilgarvan, Irlanda – Aninhada à sombra da pitoresca cordilheira sulista Macgillycuddy’s Reeks, onde ficam os três picos mais altos da Irlanda, Kilgarvan é pouco mais do que um pontinho que pode se perder num piscar de olhos em uma estrada movimentada entre as cidades turísticas de Killarney e Kenmare: uma única rua, um amontoado de casas, uma loja, dois bares, uma igreja e um cemitério. Mas ela se tornou o centro de um frenesi midiático internacional neste inverno, quando a câmara municipal votou a favor da legalização de dirigir embriagado.

Ao menos, esse foi o modo como o caso foi retratado. O que a câmara do condado de Kerry fez, na verdade, foi aprovar uma moção para que pessoas que moram em áreas rurais tenham permissão de tomar algumas poucas cervejas antes de voltar para casa dirigindo.

A medida foi proposta por Danny Healy-Rae, político e dono de um pub local, com a intenção de resolver dois problemas de uma só vez: o declínio da cultura dos pubs e o isolamento da vida rural, particularmente para os moradores mais velhos.

A moção de Healy-Rae pediu justiça ao ministro para permitir que a polícia “emita licenças para pessoas que moram em áreas rurais isoladas permitindo que elas voltem para casa dirigindo dos pubs mais próximos depois de tomar dois ou três drinques, em estradas pouco usadas e dirigindo a velocidades muito baixas”.

Ele argumenta que isso ajudaria a combater o isolamento e até mesmo diminuiria o risco de suicídio.

Rivais políticos, no entanto, rotularam-na como uma façanha vazia e populista. Mas o fato de ter sido aprovada de qualquer modo e amplamente considerada como ganhadora de votos em potencial revela a complexa influência que o álcool ainda exerce em vários aspectos da vida irlandesa.

fonte:mn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.