General Heleno diz que Papa se “solidarizou com malfeitor” após encontro com Lula

O encontro entre o petista e o líder católico aconteceu no Vaticano, nesta quinta-feira (13).

Foto: Montagem/ Portal de Prefeitura

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, falou sobre o encontro entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o papa Francisco.

“Parabéns ao Papa Francisco pelo gesto de compaixão. Ele recebeu Lula, no Vaticano. Confraternizar com um criminoso, condenado, em 2ª instância, a mais de 29 anos de prisão, não chega a ser comovente, mas é um exemplo de solidariedade a malfeitores, tão a gosto dos esquerdistas”, criticou.

General Heleno

Informações e privacidade no Twitter Ads
13,2 mil pessoas estão falando sobre isso

Em menos de três horas, a publicação de Heleno tinha recebido mais de 22 mil curtidas, além de retuítes e comentários.

O gesto também não foi bem recebido nas redes sociais. No Twitter, as palavras mais mencionadas durante o encontro entre os dois foram “anticristo” e “demônio”. Houve também quem relembrasse que o papa Francisco já recebeu no Vaticano ditadores comunistas como Nicolás Maduro, Fidel Castro e Evo Morales.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.