‘Não havia outra opção senão recuar’, avalia príncipe Harry

Apesar da decisão, ele lamentou a perda do título e disse que ainda esperava servir à rainha

Príncipe Harry e Meghan Markle Foto: Sussex Royal

Em seu primeiro pronunciamento, neste domingo (19), após ter aberto mão de tarefas ligadas à realeza, o príncipe Harry disse que tem “o máximo respeito” pela avó, a Rainha Elizabeth II. Ele também falou sobre a decisão tomada e defendeu que não está abandonando sua nação.

– A decisão que tomei para que minha esposa e eu recuássemos não foi leve. Passamos por muitos meses de conversas depois de tantos anos de desafios. O que quero esclarecer é que não fomos embora e certamente não estamos indo embora – declarou.

A partir de março, Harry e sua esposa, Meghan, deixarão de representar oficialmente a família real britânica. O casal também deixará de receber dinheiro público.

Em seu discurso, o príncipe lamentou a perda do título e revelou que tinha esperança de continuar servindo à rainha.

– Nossa esperança era continuar servindo à rainha, a comunidade e minhas associações militares, mas sem financiamento público. Infelizmente, isso não foi possível. Aceitei, sabendo que isso não muda quem eu sou ou com o que estou comprometido. Espero que entendam o que aconteceu, que eu estou afastando minha família de tudo que já conheci para dar um passo adiante no que espero que possa ser uma vida mais pacífica – falou.

Ele deu declarações durante um evento realizado para angariar fundos para a Sentebale, organização que ele co-fundou para ajudar crianças africanas portadoras do HIV.

No último dia 8, Harry e Meghan usaram uma rede social para revelar que deixariam de ser membros seniores da realeza. Por conta disso, a Rainha Elizabeth II teve que fazer uma reunião emergencial com a família e acatou em partes a decisão do neto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.