Fux responde a “os incomodados que se mudem” de Gilmar e suspende processo de Dallagnol

Resultado de imagem para fux aborrecido"

Faixa-preta de jiu-jitsu, Fux parece estar sendo paciente demais

Deu no Direito e Justiça

Durante a votação da questão da “Prisão em 2ª instância”, o sempre petulante e indecoroso Gilmar Mendes voltou a afrontar Luiz Fux. Gilmar não gostou quando Fux pediu que Dias Toffoli prosseguisse com seu voto sobre a prisão em segunda instância, após interrupções de outros ministros — principalmente do próprio Gilmar Mendes.

“Os incomodados que se mudem”, disse Gilmar, que aproveitou o aparte no voto de Toffoli para criticar a Lava Jato, como sempre, desde que mudou radicalmente de posição.

DEVER DE OFÍCIO – Sem graça, ante a agressividade do colega, Fux explicou que não poderia se mudar, pois estava ali exercendo o seu dever de ofício.

Porém, a melhor resposta veio no momento subsequente. Fux contra-atacou concedendo liminar suspendendo o processo disciplinar contra Deltan Dallagnol que tramitava no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

O procurador da Lava Jato iria ser julgado nesta terça-feira (12), por justamente atacar o trio do mal do STF: Toffoli, Gilmar e Lewandowski.

CARTAS MARCADAS – A Folha já havia até antecipado o resultado do julgamento. 8 a 3 contra Deltan Dallagnol, dando a transparecer um jogo de cartas marcadas.

A própria Folha garante que o clima ‘azedou’ no Supremo, após a decisão de Fux beneficiando o procurador da Lava Jato. Pelo visto, agora é Fux quem diz: os incomodados que se mudem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.