“Marília Arraes é uma menina mimada”, diz Dilson Peixoto

PT repudiou as declarações de Dilson, em nota assinada pela presidente do partido Gleisi Hoffmann

O secretário de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco, Dilson Peixoto (PT), chamou a deputada Marília Arraes (PT), de “menina mimada”, em entrevista ao programa Farol de Notícias da Rádio Vila Bela FM. Dilson ainda declarou que Marília tem “birra pessoal” contra o governador Paulo Câmara e disse ainda que  Marília só pensa no “próprio umbigo”.

A repercussão foi neste final de semana, quando o petista avaliou a postura da correligionária frente a possível pré-candidatura da deputada à Prefeitura do Recife, em 2020. “É um jeito diferente de fazer política, na minha opinião é o jeito amador, que quer ganhar no grito”, afirmou.

O petista disse ainda que Marília tentou ganhar o direito de concorrer ao governo do estado durante as eleições de 2018 no grito e que agora repete a mesma tática.

“Tentou ganhar no ano passado no grito e deu no que deu. Agora repete a mesma tática, de ficar nervosa com entrevista, de ameaçar sair de entrevista, ‘se não for o que eu quero’… Parece mais àquela menina mimada que sempre o pai e a mãe sempre deu tudo, aí quando não é do jeito que quer, então ameaça fazer confusão e por aí vai…”, disparou o secretário.

Nota do Partido

Em nota, o partido dos trabalhadores repudiou as declarações de Dilson e disse que “tem na sua democracia interna uma de suas maiores riquezas”.

Veja a nota na íntegra:

O Partido dos Trabalhadores tem na sua democracia interna uma de suas maiores riquezas.

E é justamente em nome dessa democracia que estranhamos e repudiamos as recentes declarações do companheiro de partido Dilson Peixoto, que hoje ocupa o cargo de secretário de Desenvolvimento Agrário e Agricultura de Pernambuco, atacando a deputada federal Marília Arraes (PT-PE).

Ataques pessoais, descabidos e que vão frontalmente de encontro ao trabalho, empenho e importância de Marília não só para nosso partido, mas para Pernambuco e para o Brasil.

A luta que temos pela frente é grande demais para que possamos permitir que interesses pessoais, pontuais, que não são aqueles coletivos, partidários, nos tirem do caminho e do lado certo da história.

Brasília, 8 de outubro de 2019.

Gleisi Hoffmann

Presidenta do Partido dos Trabalhadores

Dep. Paulo Pimenta (PT-RS)

Líder do PT na Câmara dos Deputados

Deixe uma resposta