Ministro: Bolsonaro é ‘alvo compensador’ para atentados

General Augusto Heleno afirmou que o presidente é mais visado do que Lula

General Augusto Heleno Foto: Marcos Corrêa/PR

Apesar de estar sempre cercado por agentes do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), o presidente Jair Bolsonaro ainda não tem uma segurança totalmente garantida. A afirmação foi feita pelo general Augusto Heleno, que é ministro do GSI.

Na manhã de quinta-feira (26), Heleno acompanhou jornalistas em uma demonstração da equipe de segurança. Na ocasião, ele disse que o presidente é um “alvo altamente compensador” para atentados por seu significado político.

– As coisas são tratadas de acordo com cada oportunidade, cada ocasião, cada evento. É um atividade altamente dinâmica. Nós não podemos assinar embaixo, dizer que a segurança é 100%. A segurança é de responsabilidade minha e eu não assino um papel desse – falou.

Ainda de acordo com o ministro, Bolsonaro é mais visado do que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). As informações são do portal Metrópoles.

– Se me matarem, eu vou morrer, ser enterrado e acabou. Ele não. Se matarem ele, muda toda a política do país. O Lula, por exemplo, não era um alvo tão compensador porque ele tinha por trás uma legião do PT – avaliou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.