“É MENTIRA DO TOFFOLLI, nenhum general o consultou” diz OFICIAL SUPERIOR

“… até há uma semana tudo que esse cara falava era considerado como mentira… a direita o chamava de o advogado do PT e só porque agora disse que um general o consultou sobre uma GLO ele é o cara mais verdadeiro do planeta… só acredita nisso quem nunca botou os pés em um quartel… Mesmo o oficial general mais bisonho sabe como e quando se processa uma operação de Garantia de Lei e da Ordem…  temos até o manual de GLO, de 2014, salvo engano… Parece-me que esse ministro quer se fazer parecer o arauto da legalidade o cara que salvou o Brasil de uma intervenção militar..  O país passou por momentos muito piores há pouco tempo e não se cogitou nada parecido…  isso é Mentira do Toffoli, nenhum general o consultou… ou quem mente é a Revista Veja… eles sabem da euforia de grande parte dos brasileiros com essa coisa de intervenção militar… Por que motivo os mesmos que chamam o ministro de corrupto, incapaz, advogado do PT agora resolveram lhe dar credibilidade?

A fala acima é de um oficial superior do Exército Brasileiro, que contesta veementemente o que se atribui à Dias Toffoli sobre um oficial general ter pedido sua opinião sobre a legalidade de uma operação GLO em caso de caos social. O senador Major Olímpio declarou hoje para um programa de rádio que a fala de Toffoli é “absolutamente fantasiosa… o super Toffoli salvou o Brasil?!“, O senador disse que jamais aconteceram essas coisas.

A Veja diz que: “… um dos generais próximos ao presidente chegou a consultar um ministro do Supremo para saber se estaria correta a sua interpretação da Constituição segundo a qual o Exército, em caso de necessidade, poderia lançar mão das tropas para garantir “a lei e a ordem”. Em outras palavras, o general queria saber se, na hipótese de uma convulsão, teria autonomia para usar os soldados independentemente de autorização presidencial.” e

“... Não é incomum que a autoridade de um presidente da República seja posta em xeque, testada logo no início do governo. E foi o que aconteceu. O presidente Bolsonaro também recorreu às ruas para reafirmar sua autoridade. Isso causou algum tipo de estranhamento. Tive várias conversas com parlamentares e meu foco foi sempre reforçar que o presidente foi legitimamente eleito, tem a respeitabilidade de quem recebeu 57 milhões de votos e seus projetos e programas precisam ser vistos com esse potencial. Foi uma mudança radical de perfil. “

O Militar entrevistado está correto. O Brasil não esteve a beira de um caos social durante os poucos meses em que Bolsonaro está no governo. E mesmo que houvesse esse risco, a legislação é bem clara e não deixa dúvidas sobre as hipóteses em que se convoca uma operação de GLO. Durante uma grande crise no governo DILMA os generais foram consultados sobre uma ação mais incisiva, um estado de emergência, e souberam responder muito bem sobre o assunto. Lembramos ainda que a maior parte daqueles generais que integravam o ALTO COMANDO naquela época anida estão na ativa.

Ao que parece o MINISTRO quer posar de pacificador, salvador da pátria ou algo do tipo ao mesmo tempo em que é irresponsável dizendo para o mundo inteiro que o BRASIL é um país instável, onde golpes podem acontecer contra um governo com 5 meses de duração. Outro absurdo criminoso está em ter lançado dúvidas sobre a lealdade dos oficiais generais mais próximos do presidente Jair Bolsonaro.

fonte:Revista Sociedade Militar

Deixe uma resposta