Hackers invadem celular da equipe de João Campos

O aplicativo Whatsapp foi utilizado pelos hackers, que enviaram uma série de mensagens para contatos salvos no celular

Resultado de imagem para HACKER JOÃ?O CAMPOSJoão Campos é filho do ex-governador Eduardo Campos                 

A onda hacker que parece assolar membros do alto escalão do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) parece ter começado a chegar na oposição. Desta vez a vítima de invasões foi o deputado federal pernambucano João Campos (PSB), filho do ex-governador Eduardo Campos.

Um aparelho celular utilizado pela equipe do parlamentar foi invadido e a conta do Whatsapp vinculada ao telefone passou a ser gerida pelos hackers. A assessoria do deputado afirmou que um boletim de ocorrência foi registrado na Polícia Civil de Pernambuco (PCPE).

De acordo com a PCPE, inquéritos policiais vão investigar o caso. “As investigações serão presididas pelas delegacias onde foram registrados os casos. Os métodos de investigação são confidenciais. Foram instaurados inquéritos policiais para apurar cada caso e identificar os autores”, diz a polícia.

Além de João Campos, outros parlamentares disseram ter os celulares invadidos a mesma forma. Doriel Barros (PT), Joaquim Lira (PSD), Paulo Dutra (PSB) e Sivaldo Albino (PSB) afirmaram terem sido vítimas de hackers.

Deixe uma resposta